20/08/2021 10:50

 Entrevista com o coordenador: Curso Superior de Sistemas de Informação

 


O Prof. Hugo de Paula possui graduação em Ciência da Computação pela UFMG, com Mestrado e Doutorado em Engenharia de Telecomunicações. É professor da PUC Minas há mais de 20 anos, membro do Departamento de Ciência da Computação, onde leciona nos cursos de Ciência da Computação, Engenharia de Software, Engenharia de Computação e Sistemas de Informação. Saiba o que ele tem a dizer sobre o Curso Superior em Sistemas de Informação: 


1-Quais as vantagens de fazer um Curso Superior em Sistemas de informação?

Atualmente, tanto empresas quanto governo dependem totalmente da função de Sistemas de Informação em todas as áreas (produção, marketing, recursos humanos, finanças, etc.). Por isso, o bacharel em Sistemas de Informação é um profissional com vasto campo de trabalho. Suas possibilidades de atuação são infindas. 


2- O que o aluno irá aprender no curso?

O curso tem eixo de formação que cobrem Análise de Sistemas e Desenvolvimento de Software, Projeto de Infraestrutura e Gestão de Serviços, Business Intelligence e Gestão de TI. Além dos grandes eixos de formação, o aluno ainda recebe formação em gestão e gerência de projetos, legislação de informática e governança. Sem contar o desenvolvimento das soft skills, que são a base para o sucesso no mundo de trabalho moderno.


3- Considerando o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, quais as vantagens de ter um título em Sistemas de informação?

Hoje em dia, toda empresa é de tecnologia. Recentemente uma grande fabricante de calçados comprou uma empresa desenvolvedora de software por R$ 200 milhões. Hoje em dia, fazer um curso de Sistemas de Informação te permite atuar em qualquer setor no provimento de soluções tecnológicas. Além disso, o atual ecossistema de inovação é todo baseado em tecnologia. Ou seja, além de ter amplo mercado de trabalho, o curso de Sistemas de Informação também desenvolve a capacidade empreendedora e estimula a inovação. 


4- Quais as vantagens que alguém que já possui graduação na área de tecnologia tem em fazer o curso Superior de Sistemas de informação?

O desenvolvimento das tecnologias está tão rápido, que o ciclo de vida de uma nova tecnologia dura de 3 a 5 anos. Ou seja, a cada 5 anos, uma tecnologia nova surge, forçando as empresas e profissionais de TI a se atualizarem. Um curso superior em Sistemas de Informação te fornece a fundamentação necessária para que você seja capaz de se desenvolver e se atualizar constantemente.

  

5- Qual o diferencial do curso?

O curso segue uma abordagem inovadora baseada em aprendizado por projetos. A cada semestre, os alunos desenvolvem um projeto para resolver problemas reais de empresas e da sociedade. O curso conta ainda com a rede de parcerias da PUC Minas, que incluem todos os grandes players do mercado, como Microsoft, IBM, Amazon, Cisco, Oracle e muitas outras. O relatório sobre o futuro do trabalho, do Fórum Econômico Mundial de Davos, aponta como novas exigências do mercado a capacidade de solução de problemas complexos, o pensamento crítico, a criatividade, o trabalho em equipe, a inteligência emocional e a flexibilidade cognitiva, entre outras. Nós temos um eixo de formação dedicado a essas questões, através das disciplinas de Competências Comportamentais e Desafios Contemporâneos, uma outra inovação da PUC Minas.


6- Qual a importância da Coordenação do curso para uma carreira tão rica como a sua?

A Coordenação trabalha em duas dimensões, uma administrativa e outra acadêmica, e mediar as relações entre instituição, discentes e docentes. É uma grande realização pessoal e profissional entregar um curso tão inovador e ser, de certa forma, responsável por formar os profissionais que farão a diferença para a sociedade no futuro próximo.

  

7- Quais são os grandes desafios deste curso para você?

Do ponto de vista da execução do curso, o grande desafio é fazer com que o aluno desenvolva não apenas as competências técnicas, mas também uma capacidade de análise crítica que é fundamental para se tornar um profissional de sucesso. Fazer isso no formato à distância e em âmbito nacional, entendendo as particularidades e demandas de cada região, é ainda mais desafiador.