Internacionalização

A PUC Minas entende a internacionalização do ensino superior como o processo responsável pela integração de uma abordagem internacional ou intercultural ao ensino, pesquisa e gestão dos serviços prestados pela instituição, não sendo um fim em si mesma, mas um meio que visa garantir a formação de profissionais para atuar em mercados de trabalho cada vez mais globalizados.

Desde os anos 1990 diversas iniciativas de internacionalização vinham sendo tomadas por docentes e pesquisadores da PUC Minas, fato que suscitou a criação da Diretoria de Relações Internacionais para cuidar desses primeiros convênios. Diante da crescente demanda e complexidade das relações articuladas pela Universidade, em 2004, a Diretoria transformou-se em na Secretaria de Relações Internacionais que, em 2008, foi incorporada à estrutura da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (SEPLAN), dada a centralidade da internacionalização nas estratégias de gestão e planejamento da Universidade.

A partir daí, observa-se a intensificação das conexões internacionais com a inserção institucional da PUC Minas nas principais redes de internacionalização do ensino superior, no Brasil e no mundo, como o NAFSA - Association of International Educators; o EAIE - European Association for International Education; a FAUBAI - Associação das Assessorias das Universidades Brasileiras para Assuntos Internacionais; Rede PUCBR; Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras - GCUB; e Rede UNIMINAS. 

A PUC Minas possui, ainda, mais de 150 acordos bilaterais com universidades de 30 países, em todas as modalidades de internacionalização, sendo a mobilidade discente a mais amplamente consolidada.

Parceiros