Histórico

Programa de Pós-graduação em Direito


O Programa de Pós-graduação em Direito da PUC Minas foi criado em 1997, com a oferta do curso de mestrado – área de concentração em Direito Processual. Três anos depois, o Programa passou a oferecer também o curso de doutorado, inicialmente com  área de concentração em Direito Processual. Hoje, já são três áreas de concentração e nove linhas de pesquisa que contam com a participação de 41 docentes permanentes, seis dos quais egressos do doutorado do próprio programa.  
 
Em 2009, iniciou-se, em parceira com a Universidade de Montes Claros (Unimontes), a primeira turma de Mestrado Interinstitucional (Minter) – uma modalidade incentivada pela Capes que consiste na formação de uma turma de mestrado sob “condições especiais” desde que ofertada por um curso de pós-graduação reconhecido pelo MEC e já consolidado, como é o caso do Curso Pós-Graduação em Direito da PUC Minas. Na parceria com a Unimontes, essas "condições especiais" se referem ao fato de parte das atividades de ensino e pesquisa do curso ser desenvolvida no campus de outra instituição que não aquela a que ele se vincula. Esse tipo de iniciativa permite a utilização da competência de programas de pós-graduação já consolidados para, com base em formas bem estruturadas de parceria ou cooperação interinstitucional, viabilizar a formação de mestres fora dos grandes centros educacionais.
 
Entre 1997 e 2010, o Programa de Pós-Graduação do Curso de Direito da PUC Minas titulou 44 doutores e 550 mestres. Em 2011, havia  251 alunos matriculados: 99 no curso de doutorado  e 152 no de mestrado.
 
Até o ano 2018, foram formados pelo Programa um total de  274 doutores e 1116 mestres.

Parceiros