19/05/2019 11:00

Com presença de representante do Vaticano, seminário reflete sobre impactos da mineração no Estado e no país

portal_mineracao.jpg

"É uma pauta determinante para Minas Gerais: ou nós caminhamos para um novo entendimento da legislação ou abriremos sepulturas e não as conseguiremos carregar". A afirmação foi feita pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizonte e grão-chanceler da PUC Minas, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, numa referência às tragédias provocadas pela atividade minerária em Minas Gerais, durante a abertura do Seminário A mineração e o Cuidado com a Casa Comum, realizado nessa sexta-feira, 17 de maio, no Campus Coração Eucarístico. Com a presença do monsenhor Bruno-Marie Duffé, do Pontifício Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, órgão do Vaticano, e do reitor da PUC Minas e bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, professor Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, o evento reuniu, no auditório do Museu de Ciências Naturais, a comunidade acadêmica, atingidos pelas tragédias provocadas pela mineração no estado e representantes de movimentos sociais e de comunidades indígenas, para refletir sobre a missão da Igreja Católica na defesa da Casa Comum e seu necessário posicionamento para uma urgente revisão do modelo econômico extrativista.

            Recém-eleito presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor anunciou que a entidade pretende criar uma Comissão Episcopal para tratar de assuntos referentes ao meio ambiente e desenvolvimento, em especial a mineração, com foco no diálogo da Igreja com setores da sociedade, com o poder Legislativo e outras instâncias. Ele lembrou que todos os brasileiros estamos sofridos com as tragédias-crimes de Mariana e Brumadinho, atingidas pelo rompimento de barragens de rejeitos de mineração da Vale, e o caminho de ouro para a resposta está na Laudato Si' - Casa Comum, publicada pelo Papa Francisco.

            O grão-chanceler enalteceu o papel da PUC Minas em sediar o evento, colocando-se a construir um mundo novo, evento que é de "grande magnitude para nós", congregando as pessoas na Universidade, como Igreja. "O tema do evento é pauta da mais alta importância, é para nós fundamental. Temos que dar grande impulso, especificamente na tragédia de Brumadinho e Bento Rodrigues, darmos nossa resposta", conclamou, reafirmando a importância de que a sociedade possa conhecer mais e melhor sobre o tema, fazendo-se assim mais justa e solidária.  Ele agradeceu também à Agência de Desenvolvimento Regional Integrado (Aderi), organizadora do evento junto com a Arquidiocese de Belo Horizonte, e ao GT Mineração, da CNBB, também organizadora, que tem a importante tarefa de abrir diálogo com vários segmentos da sociedade. Além dessas instituições, o seminário A Mineração e o Cuidado com a Casa Comum tem entre seus organizadores a Rede Igrejas e Mineração, uma plataforma ecumênica que articula Igrejas Cristãs nos países do continente americano.

portal_mineracao_3.jpg

Dom Mol, também recém-eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação, da CNBB, falou sobre a Missão da Igreja - novos caminhos frente à mineração, em Minas Gerais e no Brasil. Ele ressaltou que evangelizar é o anúncio e o testemunho da mensagem central de Jesus, que precisa ser sinalizado pelas nossas práticas de vida: "Evangelizar  é anunciar o Reino que deve penetrar todas as realidades humanas, sociais, ambientais, políticas e culturais com os valores que Jesus anunciou. E evangelizar em um mundo de mineração significa evangelizar em um mundo de extrema agressão humana e ambiental".

O reitor lembrou que, assim como em Minas Gerais, essa realidade é secular e comum a muitos outros estados do País. Dom Mol cobrou, ainda,  a responsabilização dos gestores que permitem a ocorrência de tragédias como a de Mariana e a de Brumadinho.

O reitor destacou, ainda,  as ações da Universidade de apoio às comunidades atingidas. "Elaboramos um um conjunto de projetos de atuação em Brumadinho. Professores e estudantes, juntamente com todas as pessoas de lá e do entorno, vão recebendo, interagindo, ofertando de si para desenvolverem projetos no campo educativo, lúdico, da gestão, jurídico-contábil, psicossocial e sociocomunitário, da saúde animal e da saúde humana", afirmou. "Estes projetos serão desenvolvidos durante todo este ano e já há sinalização da importância de alguns se estenderem por anos seguintes com recursos da própria Universidade", disse.

Mensagem de solidariedade do Papa Francisco

portal_mineracao_4.jpg

O monsenhor Bruno-Marie Duffé reafirmou o compromisso do Vaticano em permanecer no apoio às comunidades que defendem seus territórios, ao transmitir  a mensagem de solidariedade do Papa Francisco aos familiares das vítimas do rompimento da Barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho, visitada pelo religioso no sábado, dia 18.  Duffé fez, também, severas críticas ao liberalismo que tem o dinheiro como prioridade, deixando as pessoas e a natureza em segundo plano, o que resulta em ocorrências como as tragédias em Mariana e Brumadinho. "Precisamos urgentemente de um novo paradigma para o desenvolvimento, que regule a relação entre a humanidade e a natureza", afirmou. E citando um trecho do Laudato si, mencionou. "Falta a consciência de uma origem comum, de uma recíproca pertença e de um futuro partilhado por todos. Esta consciência basilar permitiria o desenvolvimento de novas convicções, atitudes e estilos de vida. Surge, assim, um grande desafio cultural, espiritual e educativo que implicará longos processos de regeneração".

Discorrendo sobre O Cenário da Mineração em Minas e no Brasil, o frei Rodrigo de Castro Amédée Péret, do GT Mineração da CNBB e Rede Igrejas e Mineração, ressaltou que a população de Minas Gerais está vivendo sob tensão, a exemplo das comunidades de Barão de Cocais há muito terem denunciado a possibilidade clara de rompimento de talude na mina do Gongo Soco. Ele observou que no Brasil há expansão da extração mineral, que vem se intensificando, com políticas de apropriação de bens comuns da humanidade, aumento das exportações de matérias-primas e aumento dos conflitos sociais. De acordo com ele, os crimes cometidos pela Vale violam o sistema dos Direitos Humanos, uma prática do setor minerário como um todo. A tragédia de Brumadinho, prosseguiu, expôs a precarização da força de trabalho, e o crime revela a característica do modelo minerário, que é a falta de responsabilidade das empresas da área. "Falta segurança e há risco estrutural constante na disposição de rejeitos", disse.

            O frei Rodrigo assinalou que as empresas mineradoras, na maioria transnacionais, estimulam intrigas no seio das comunidades, estimulam disputas entre as pessoas atingidas para negá-las direitos, agindo de forma criminosa com relação às pessoas e ao meio ambiente. Ele citou a minério-dependência na qual essas localidades permanecem, e a captura do Estado por financiamentos eleitorais e contratação de funcionários por essas empresas, ex-servidores públicos. "Temos que aumentar a fiscalização, essas corporações não podem criar áreas à parte do Estado", disse, citando várias características que auxiliam no entendimento dos conflitos territoriais nessas localidades, cujas empresas minerárias atuam para o aumento do controle e violação e supressão dessas populações. O frei Rodrigo ressaltou ainda que há falta de informação generalizada entre essas comunidades, e que as audiências públicas inerentes ao processo não servem para empoderar as pessoas. Falou sobre a necessidade de serem criadas políticas econômicas de superação para essas áreas.

"E se eu tivesse gritado por Mariana?"

portal_mineracao_2.jpgA articuladora social da Arquidiocese de Belo Horizonte, e moradora de Brumadinho, Marina Oliveira, apresentou  sua vivência  nas múltiplas realidades sociais, em Brumadinho. "E se eu tivesse gritado por Mariana?", talvez a tragédia de Brumadinho não teria acontecido, provocou a graduada em Relações Internacionais pela PUC Minas, ao problematizar a atuação das mineradoras."A lama não chegou ao Centro de Brumadinho, mas chegou às nossas mentes, aos nossos corações de uma cidade enlutada".

Citando vários nomes dos centenas de mortos na tragédia do rompimento da mina da Vale no Córrego do Feijão, ela disse que desde criança via com naturalidade os trens chegarem à cidade vazios e partirem lotados de minério, deixando a atividade extrativista buracos nas montanhas. Foi justamente no dia 25 de janeiro, logo após a tragédia, que ela começou a problematizar os danos e os impactos de uma mineração da Vale que coloca os lucros acima da vida, conscientizou. "No local onde a lama passou perde-se fauna, flora, animais, a comunidade perdeu o cotidiano, o modo de vida, que ficou habitado por policiais, bombeiros e corpos", descreveu, citando também os impactos sofridos pelas comunidades indígenas e quilombolas. "Se não fizermos nada para mudar, as mortes não serão especiais. Brumadinho é fruto de modelo predatório que colocar o dinheiro acima da vida", refletiu.

Falando sobre As Estratégias utilizadas para Divisão das Comunidades, o promotor de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais André Sperling, que trabalhou também em outras áreas mineradoras como Conceição do Mato Dentro e Rio Doce, disse que a principal estratégia das mineradoras é "dividir para conquistar", o que, de acordo com ele, demonstra o grande medo delas de que as pessoas estejam unidas e conscientizadas pela luta de seus direitos". Um dos exemplos citados por ele nesta estratégia de divisão das comunidades são ações para enfraquecer os líderes comunitários em sua legitimidade perante os moradores, como a distribuição, por parte da mineradora, de cartões com recursos financeiros em quantidade muito menor que a necessária.

            Participaram ainda do seminário Dom Sebastião Lima Duarte, presidente do Grupo de Trabalho Mineração da CNBB, que refletiu sobre a missão da Igreja frente à atividade minerária no Estado e no país, e a defensora pública Caroline Morishita, da Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais, que abordou o tema sobre políticas públicas em defesa dos territórios e das comunidades.

Um momento de comoção marcou o evento, quando um grupo de índios da etnia Pataxó fez uma oração em sua língua de origem – da família maxakali, tronco macro-jê. Hoje, eles estão com a vida na aldeia comprometida,  em razão da poluição das águas do rio Paraopeba,  atingidas pelos rejeitos de minério da barragem da Vale.

portal_mineracao_5.jpg

Assessoria de Imprensa PUC Minas

 

 

A Pílula da Felicidade e o Marketing da Depressão em foco na aula magna da Faculdade Mineira de Direitohttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/A-Pílula-da-Felicidade-e-o-Marketing-da-Depressão-em-foco-na-aula-magna-da-Faculdade-Mineira-de-Direito.aspxA Pílula da Felicidade e o Marketing da Depressão em foco na aula magna da Faculdade Mineira de Direito19/02/2020 20:00:0001/01/2021 02:55:00Não
Times Higher Education: PUC Minas classificada entre as melhores dos países de economia emergentehttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Times-Higher-Education-PUC-Minas-classificada-entre-as-melhores-dos-países-de-economia-emergente.aspxTimes Higher Education: PUC Minas classificada entre as melhores dos países de economia emergente19/02/2020 15:00:0001/01/2021 02:55:00Não
Green PUC Minas conquista renovação de acreditaçãohttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Green-conquista-renovação-de-acreditação.aspxGreen PUC Minas conquista renovação de acreditação19/02/2020 14:00:0001/01/2021 02:55:00Não
PUC Minas oferece atividades para maiores de 50 anoshttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/PUC-Minas-oferece-atividades-para-maiores-de-50-anos.aspxPUC Minas oferece atividades para maiores de 50 anos18/02/2020 14:00:0001/01/2021 02:55:00Não
PUCTec é destaque no Minas Faz Ciênciahttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/PUCTec-é-destaque-no-Minas-Faz-Ciência.aspxPUCTec é destaque no Minas Faz Ciência17/02/2020 20:00:0001/01/2021 02:55:00Não
Projeto de robótica para crianças e adolescenteshttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Projeto-de-robótica-para-crianças-e-adolescentes.aspxProjeto de robótica para crianças e adolescentes14/02/2020 19:00:0003/03/2020 02:55:00Não
São Gabriel: PUC Mais Idade recebe inscriçõeshttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/São-Gabriel-PUC-Mais-Idade-recebe-inscrições.aspxSão Gabriel: PUC Mais Idade recebe inscrições14/02/2020 19:00:0003/03/2020 02:55:00Não
Programa de Brumadinho planeja atividades para 2020https://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Programa-de-Brumadinho-planeja-atividades-para-2020.aspxPrograma de Brumadinho planeja atividades para 202014/02/2020 18:00:0031/12/2020 20:00:00Não
Estudantes da PUC Minas irão participar do encontro A Economia de Franciscohttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Estudantes-da-PUC-Minas-irão-participar-do-encontro-A-Economia-de-Francisco.aspxEstudantes da PUC Minas irão participar do encontro A Economia de Francisco11/02/2020 19:00:0001/01/2021 02:55:00Não
Pastoral Universitária recebe doações para os atingidos pelas chuvashttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Pastoral-Universitária-recebe-doações-para-os-atingidos-pelas-chuvas.aspxPastoral Universitária recebe doações para os atingidos pelas chuvas07/02/2020 17:00:0001/01/2021 02:55:00Não
Inovação: PUC Tec alavanca startups para ganhar os mercados nacional e internacionalhttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Inovação-PUC-Tec-alavanca-startups-para-ganhar-os-mercados-nacional-e-internacional.aspxInovação: PUC Tec alavanca startups para ganhar os mercados nacional e internacional29/01/2020 17:00:0031/03/2020 03:00:00Não
Inscrições para mestrado e doutorado e disciplinas isoladashttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Inscrições-para-mestrado-e-doutorado-e-disciplinas-isoladas.aspxInscrições para mestrado e doutorado e disciplinas isoladas17/01/2020 14:00:0001/04/2020 03:00:00Não
Estudantes da PUC Minas são destaque em matéria da CNBB sobre o encontro A Economia de Franciscohttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Estudantes-da-PUC-Minas-são-destaque-em-matéria-da-CNBB-sobre-o-encontro-A-Economia-de-Francisco.aspxEstudantes da PUC Minas são destaque em matéria da CNBB sobre o encontro A Economia de Francisco15/01/2020 14:00:0001/01/2021 02:55:00Não
Processo Seletivo Simplificado para o ano de 2020: inscrições abertashttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Processo-Seletivo-Simplificado-para-o-ano-de-2020-inscrições-abertas.aspxProcesso Seletivo Simplificado para o ano de 2020: inscrições abertas07/01/2020 13:00:0028/08/2020 02:55:00Não
Inaugurados o CES – Centro de Espiritualidade Jesus Pão da Vida e outros espaçoshttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Inaugurados-o-CES-–-Centro-de-Espiritualidade-Jesus-Pão-da-Vida,-com-celebração-eucarística,-e-outros-equipamentos-.aspxInaugurados o CES – Centro de Espiritualidade Jesus Pão da Vida e outros espaços20/12/2019 17:00:0001/04/2020 02:55:00Não
Startups Avulta, Holos, Santo Cartão e SporTI são as finalistas do PUC Tec, Hub de inovação, formação e negócioshttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Startups-Avulta,-Holos,-Santo-Cartão-e-SporTI-são-as-finalistas-do-PUC-Tec,-Hub-de-inovação,-formação-e-negócios.aspxStartups Avulta, Holos, Santo Cartão e SporTI são as finalistas do PUC Tec, Hub de inovação, formação e negócios18/12/2019 20:00:0001/06/2020 02:55:00Não
Professora participa de estudo multinacional sobre o temperamento do cão em diferentes culturashttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Professora-participa-de-estudo-multinacional-sobre-o-temperamento-do-cão-em-diferentes-culturas-.aspxProfessora participa de estudo multinacional sobre o temperamento do cão em diferentes culturas17/12/2019 13:00:0001/04/2020 02:55:00Não
Inscrições abertas para Mostra de Extensão da PUC Minashttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Inscrições-abertas-para-Mostra-de-Extensão-da-PUC-Minas.aspxInscrições abertas para Mostra de Extensão da PUC Minas16/12/2019 18:00:0030/04/2020 02:55:00Não
Inauguração do CES - Centro de Espiritualidade Jesus Pão da Vida e celebração eucarísticahttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Inauguração-do-CES---Centro-de-Espiritualidade-Jesus-Pão-da-Vida-e-celebração-eucarística.aspxInauguração do CES - Centro de Espiritualidade Jesus Pão da Vida e celebração eucarística13/12/2019 19:00:0001/04/2020 02:55:00Não
PUC Minas tem ótimo desempenho no IGC 2018 e cursos são bem avaliadoshttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/PUC-Minas-tem-ótimo-desempenho-no-IGC-2018-e-cursos-são-bem-avaliados.aspxPUC Minas tem ótimo desempenho no IGC 2018 e cursos são bem avaliados11/12/2019 19:00:0001/12/2020 02:55:00Não
Processo Seletivo Simplificado para o ano de 2020: inscrições https://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Processo-Seletivo-Simplificado-para-o-ano-de-2020-inscrições-a-partir-deste-domingo,-8.aspxProcesso Seletivo Simplificado para o ano de 2020: inscrições 06/12/2019 17:00:0028/08/2020 02:55:00Não
PUC Minas com inscrições abertas para a pós-graduação lato sensuhttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/PUC-Minas-com-inscrições-abertas-para-a-pós-graduação-lato-sensu_1.aspxPUC Minas com inscrições abertas para a pós-graduação lato sensu31/10/2019 15:00:0005/03/2020 02:55:00Não
Bolsas de estudo assistenciais para ingressantes no mestrado e doutoradohttps://www.pucminas.br/sala-imprensa/noticias/Paginas/Not_11.aspxBolsas de estudo assistenciais para ingressantes no mestrado e doutorado01/10/2017 12:35:0002/01/2050 01:00:00Não