Evento Oscar da Física reúne vídeos de alunos sobre o ensino na área

Neste sábado, 9 de junho, será realizada, das 14h às 17h, no auditório 3 do prédio 43, Campus Coração Eucarístico, a segunda edição do evento Oscar da Física, promovido pelo Departamento. Foram inscritos 102 vídeos, de 41 turmas de vários cursos da PUC Minas, totalizando mais de 400 alunos. Esse projeto tem por objetivo colocar o aluno como protagonista do ensino de Física, dando a oportunidade de aprender e ensinar através de um tema à escolha, contemplando a física nas disciplinas em que está matriculado. Os alunos utilizam vídeo como ensejo de disseminar o conhecimento adquirido. Os 12 vídeos finalistas estão em última fase de avaliação, composta por uma banca integrada pelas professoras de física Natália Mattar Cantagalli e Elisete Lopes da Cunha e pelo aluno Bernardo Rogério Fonseca de Andrade, do Curso de Cinema e Audiovisual.

Serão duas premiações: para o vídeo mais curtido nas redes sociais, e a premiação principal será para o melhor vídeo de cada categoria. Para o melhor vídeo de cada categoria haverá um troféu produzido em impressora 3D, exclusivo do evento, um troféu e um certificado por aluno.

A divulgação dos 12 vídeos finalistas acontecerá apenas no evento. Independentemente de o vídeo ter sido um dos selecionados, a presença dos alunos é muito importante na realização do voto para eleger o Melhor Vídeo da Categoria Vídeo Mais Criativo. De acordo com os organizadores do evento, a presença no evento contará como Atividades Complementares de Graduação (ACG). As inscrições devem ser feitas pelo Sistema de Gestão Acadêmica (SGA).

O evento Oscar da Física iniciou-se no segundo semestre de 2017, pelas professoras e ex-alunas Kelly Cristina Martins Faêda e Samira Fontes Domingos. Este ano o Oscar teve adesão de mais quatro professores: Bruno Jeferson, Juniara Versieux, Gilson Guimarães e Ricardo Motai. Os alunos são estudantes do Curso de Física da PUC Minas e de engenharia dos campi Contagem, Coração Eucarístico, Betim e unidades Barreiro e São Gabriel.

A escolha da apresentação por vídeo se justifica por se tratar de uma linguagem bem recorrente entre os alunos. São permitidas as inserções de humor, apresentações lúdicas e artísticas. Espera-se que o desenvolvimento do trabalho contribua para melhorar a comunicação e postura do aluno, trazendo um enorme aprendizado. O ponto alto desse projeto acontece no evento Oscar da Física que busca compartilhar os melhores vídeos com toda a comunidade acadêmica e funciona como um incentivo para os alunos.