Exposição fotográfica sobre a Primeira Guerra Mundial

Será inaugurada nesta sexta-feira, 30 de novembro, às 11h, no Museu de Ciências Naturais PUC Minas, a exposição fotográfica Primeira Guerra Mundial – Longe de Casa, em comemoração aos cem anos do fim desse sombrio episódio da História (1914 – 1918). A mostra, com 18 fotografias do cotidiano no front, retrata a história pouco conhecida dos milhares de soldados de diferentes nacionalidades e etnias que participaram do conflito europeu. Boa parte desses registros foi feita pelos próprios jovens que deram suas vidas para lutar uma guerra longe de suas casas.

A exposição, promovida pelo Consulado da Bélgica em Belo Horizonte e pela Embaixada da Bélgica no Brasil, ficará até o dia 20 de dezembro.

O Museu de Ciências Naturais PUC Minas está localizado na rua Dom José Gaspar, 290, bairro Coração Eucarístico.

Saiba mais sobre a exposição

O texto de apresentação sobre a exposição promovida pela representação diplomática belga destaca que uma das principais linhas de frente da Guerra foi o Oeste da Bélgica, onde o país faz fronteira com a França, região em que o Mar do Norte separa o Sul da Inglaterra do Norte da França. As trincheiras, construídas a poucos quilômetros de distância entre si, ceifaram as vidas de centenas de milhares de soldados. Atualmente, o Lado Oeste (De Westhoek, no holandês) da Bélgica é repleto de sepulturas e monumentos comemorativos aos soldados.

Apesar de lembrada somente como um conflito europeu, ressalta o texto, a Guerra, na verdade, envolveu soldados dos cinco continentes. Pessoas da África, ilhas do Pacífico, Oceania, Caribe, América do Norte e Ásia viajaram milhares de quilômetros para lutar tanto contra oponentes armados quanto contra um ambiente frio, chuvoso, inóspito – além de doenças desconhecidas.

A exposição retrata o cotidiano desses milhares de jovens que se alistaram ou foram convocados a participar do conflito europeu. Oferece uma
perspectiva global da Primeira Grande Guerra, com múltiplas narrativas sobre resistência, coragem e encontros fascinantes, mas nem sempre amistosos entre diferentes culturas.