MEU ICEG ESCOLA DE NEGÓCIOS - LÚCIA CICCARINI

​DIÁRIO DE UMA VIDA

Convidamos pessoas que fizeram a diferença nos 50 anos do ICEG ESCOLA DE NEGÓCIOS para contar, em textos e fotografias, aquilo que viveram nesta que é uma das partes mais importantes da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. A ideia é mostrar a essência de uma história construída com vida e paixão. A estreia coube à professora Lúcia Ciccarini, que se formou aqui e, até o final de 2019, era professora querida de todos os cursos. Confira, nas palavras cheias de afeto da professora Lúcia e em fotos antigas e atuais, com quantas emoções se faz uma instituição do tamanho do ICEG ESCOLA DE NEGÓCIOS.

WhatsApp Image 2021-05-11 at 09.52.14.jpeg

Maio de 2021

Acordei às quatro horas da manhã em Sydney, Austrália. O governo local exigiu 14 dias de quarentena para imigrantes. O hotel Sofitel, cinco estrelas, me faz pensar em conforto e lazer, mas na verdade não há muito o que fazer. Não faz diferença porque todos os hóspedes quarentenados têm que ficar isolados no quarto, abrindo a porta, pegando comida e colocando o lixo diário no corredor. 

Duas vezes por dia, a polícia local toca a campainha e confere se está tudo certo. A causa é relevante. Foram 60 horas de voo para receber meu neto que nasce em maio. Ar-condicionado ligado 24 horas por dia. Sem  acesso ao jardim.

Recordo as inúmeras visitas técnicas que fizemos pelo curso de Turismo, no ICEG da PUC Minas, de 1999 ao final do curso, em 2014. Diferentes lugares, muitos problemas no caminho, inúmeras recordações de ex-alunos e colegas professores. Dava para rir e chorar. Há uma longa história antes e depois deste tempo. Saudades da vida de professora.

Olho pela janela trancada e vejo o nome de um prédio gigante: CHIFLEY. Conectada ao mundo virtual, descubro que este prédio é a base de arquitetura americana e foi o edifício mais alto de Sydney, de 2012 a 2019. Vejo os escritórios espalhados ao longo dos andares. Penso nos processos, fluxos e tomadas de decisão envolvidas em cada empresa instalada lá. 

De novo volto no tempo. Estou sentada no jardim central do Campus Coreu, como chamamos a sede da PUC Minas, unidade Coração Eucarístico. A primeira vez que me sentei lá levava nas mãos o Estado de Minas com a prova que passei no vestibular de Ciências Econômicas. Meu interesse era estudar a vida urbana e seus encantos e desencantos. O ICEG me levou lá.

Julho de 1973

Entramos para a Universidade. Sala de aula da Faculdade de Ciências Econômicas (FACE). Não conhecia ninguém. Em minha sala vi uma conterrânea de Manhuaçu. Puxei assunto sobre ela ter sido aprovada em segundo lugar e eu em oitavo lugar. Não rendeu nada. 

Meses depois, estava enturmada com um grupo de meninas que iriam estudar juntas até a última formatura, em Economia, em 1978. Entramos para fazer economia, o curso mudou diversas vezes e podíamos optar por fazer os três - Economia, Administração ou Contabilidade - ou só Ciências Econômicas, em separado. 

Muitas amigas, casamentos em meio ao curso, filhos nascendo e madrinhas sendo escolhidas. O tempo passou na janela e, como diria Chico Buarque, só Carolina não viu. Dei aulas pela FACE, nos anos 80. A carreira em três turnos me exauriu. Deixei a academia.

Agosto de 1999

Longa carreira pública terminada de forma brutal. 

Recomeço: mestrado em andamento. Reencontros: Maria Luiza Doyle e Wanda Rocha, amigas da graduação, dando aula no ICEG. Nossos ex-professores queridos estavam lá: Dalton Jorge, João Virgílio, Ângela Cupertino, Vera Federman, Célio Caetano, José Elói e tantos outros. 

Volto no tempo e relembro que fui monitora, estagiária, auxiliar de ensino e professora auxiliar. Tudo que era oferecido para ajudar a pagar a faculdade. Vinda de família interiorana, com muitos irmãos, me agarrava a todas as oportunidades possíveis.

Maria Luiza e Lúcia 2.jpeg

Lúcia e Maria Luiza Doyle em sua missa de formatura

Fui Secretária Municipal de Planejamento, no início dos anos 1990, em Contagem. Conheci vários professores do ICEG que fizeram comigo uma pós-graduação em planejamento. Novos amigos incorporados aos demais. Dois deles muito próximos: Cláudio Peres e Edmundo de Novaes Gomes, dois dos criadores do curso de Turismo. Revejo Paulo Roberto e Chequer. Quantos anos...

Fevereiro de 2017

Volto ao jardim às seis da tarde, depois da missa na capela. Estou fazendo doutorado na minha querida PUC Minas. Me vejo de volta a cargos e funções de direção e assessoramento. Experimentei, entre 2000 e 2017, atividades de extensão, ensino e pesquisa. Muitos anos no OPUR, na PROEX. Belos Projetos. Centenas de alunos envolvidos.

WhatsApp Image 2021-05-11 at 10.23.12.jpeg

Lúcia e Maria Luiza Doyle e Wanda Rocha: professoras homenageadas por formandos

No mesmo período, atuei na área pública, abri uma empresa de consultoria e fui trabalhar pelo SEBRAE Minas. Refaço o caminho, fora da ordem cronológica: agradeço por ser acolhida, respeitada e valorizada por mais de 30 anos em uma instituição humana, ética e comprometida com a inclusão.

Dezembro de 2019

Saímos para comemorar minha aposentadoria em uma padaria do bairro Dom Cabral. 

Muitos amigos. Minha rede social repleta de carinho. Muitas homenagens de vários lugares por onde passei: alunos da Ciência da Informação, do Turismo, do IEC, da Administração, Contábeis e Economia, da Aeronáutica, do Tribunal de Contas, da Comunicação, entre outros. A administração tem disciplinas em todas as unidades e campi

Abraços de gratidão e promessas de amizade permanente.

Maio de 2021

Olho pela janela australiana, novamente no final do dia. 

Quantas oportunidades o ICEG me proporcionou? 

Quantos amigos fiz em tantos anos? 

Por que este é o meu ICEG? 

Qual a verdadeira mensagem deste texto?

Respondo:

Sentimento de pertencimento, necessidade de compartilhar experiência acumulada que incorpora uma cultura dialógica, valorização de uma instituição que produz identidade. Lugar de crescimento, socialização, inclusão. 

Por outro lado, capacidade institucional de formar líderes. Certifico que se trata de uma unidade acadêmica que se destaca no ambiente externo pela formação comprometida com a efetividade, resolutividade e accountability das ações de seus dirigentes, docentes e discentes.  Alta empregabilidade.

WhatsApp Image 2021-05-21 at 19.32.15.jpeg

A última foto como professora da PUC Minas: beleza de uma vida construída com paixão

Último dia de trabalho: fui assinar a demissão. Um aluno tocando piano na lanchonete. Chopin. Seria um noturno? Muitas flores espalhadas pelos canteiros. Tiro mais uma foto e posto no meu perfil.

Aqui, neste canto de hotel, tenho certeza de que escolhi o melhor lugar. Recomendo. 


Lúcia Ciccarini é doutora em Ciências Sociais pela PUC Minas, Mestre em Administração Pública e professora aposentada do ICEG ESCOLA DE NEGÓCIOS, em 2019.  Também é especialista em Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial.

selo_50anos iceg_brasao_COR_2021.png


PUC Minas | Instituto de Ciências Econômicas e Gerenciais
Av. Dom José Gaspar, 500 Prédio 14. Coração Eucarístico. Belo Horizonte, Minas Gerais.
iceg.atendimento@pucminas.br (31) 3319-4250 / 3319-4253 / 3319-4255