30/06/2021 15:05

 Tecnologia e inovação no ensino a distância

 

​Por Carolina Marques

1
Angélica reside em uma cidade do interior, onde não há ensino presencial, mas, por meio do EAD, realizou sua graduação e pós-graduação

Novos cursos dispõem de projetos junto com empresas para atender demandas reais do mercado de trabalho

As tecnologias e o mercado de trabalho não param e trazem novidades a todo instante. Atenta a isso e com base na excelente relação da universidade com o mercado, a PUC Minas Virtual lançou 16 novos cursos de graduação tecnológica, isto é, cursos superiores de tecnologia. Esse formato de curso superior vem crescendo de forma exponencial nos últimos anos. Trata-se de uma graduação com uma duração mais curta e um projeto pedagógico mais específico, atendendo a demandas pontuais do mercado, sendo considerada uma excelente opção para alunos que têm esse perfil profissional.

De acordo com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira), em 10 anos (de 2008 a 2018) o número de estudantes que optaram pela graduação tecnológica cresceu 103%. E continua avançando. O professor Carlos Longo, vice-presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), explica que os cursos superiores de tecnologia tiveram um crescimento no início do século XXI, primeiro na modalidade presencial. Nesse mesmo período a modalidade do ensino a distância (EAD) começou a ganhar reconhecimento e aceitação no mercado de trabalho. “Essa forma de educação permitiu aos alunos uma maior flexibilidade de horário e baixo custo de mensalidade. Os cursos superiores tecnológicos na modalidade EAD começaram a ter uma procura intensa e superaram os mesmos cursos na modalidade presencial já no começo da década do século XXI”, ilustra o professor.

A professora Jucimara Roesler, doutora em Comunicação e executiva e consultora há mais de 20 anos em Educação Superior a Distância, acredita que uma das vantagens desse tipo de formação é a capacidade de atender aos anseios para crescer ou ingressar no ambiente de trabalho de forma mais rápida. “Para o aluno, os preços são atrativos e com flexibilidade de horários intrínseca à modalidade EAD”, acrescenta Jucimara. Dessa forma, a professora acredita que há um perfil específico de alunos para essa modalidade, que podem já estar no mercado de trabalho e desejam evoluir profissionalmente ou que desejam ingressar em uma carreira específica. “A graduação a distância permite que o aluno aprenda novas competências de forma rápida, e com a aprendizagem prática é a fórmula perfeita para atender ao anseio de ter um diploma e preparar-se para as demandas profissionais do mundo do trabalho”, relata a professora Jucimara.

Além disso, o ensino nesse formato também apresenta vantagens para a Universidade que o adota. “Para a Instituição de Ensino Superior, há a possibilidade de aumentar rapidamente seu portfólio de acordo com as vocações regionais de demandas profissionais”, explica a professora Jucimara. O professor Marcos André Silveira Kutova, diretor da PUC Minas Virtual, alerta para o fato de que a educação superior está mudando e se tornando cada vez mais digital, o que pode ser percebido por meio do aumento a cada ano no número de matrículas na educação a distância comparada à educação presencial. “A criação desses novos cursos significa trazer toda a expertise da Universidade, nas suas mais diversas áreas do conhecimento, para essa modalidade que cresceu tanto”, destaca.

Proposta pedagógica diferenciada

A PUC Minas Virtual trouxe, então, os 16 novos cursos tecnólogos, com uma proposta pedagógica diferenciada e completamente capaz de atender às necessidades e expectativas do mercado nas mais diversas áreas. “Os novos cursos da PUC Minas se fundamentam na aprendizagem baseada em projetos. Assim, ao invés de a aprendizagem ser realizada por meio de conteúdos previstos em diversas disciplinas, ela é conduzida por meio de projetos integradores, isto é, trabalhos que articulam diversas habilidades e conhecimentos”, especifica o professor Kutova.

Os projetos realizados pelos alunos serão semestrais e são planejados de acordo com as competências que são esperadas do profissional na sua área. O objetivo é que ao final do curso o aluno tenha participado de atividades suficientes para garantir uma formação completa. “Os problemas trabalhados nos projetos são problemas reais, de tal forma que, ao se formar, o aluno já terá experimentado diversas situações que um profissional da sua área enfrenta – mas com o apoio de uma equipe de docentes para orientá-lo e auxiliá-lo a cada etapa”, ilustra o professor Kutova. Sendo assim, o aluno continuará tendo acesso a todos os conteúdos do curso regular, mas eles não serão mais os principais condutores da sua aprendizagem.

Esse formato educacional permite que empresas e entidades participem da formação do aluno, enriquecendo-a. “O aluno estará sempre em contato com alguma organização externa à Universidade, que apresentará desafios a serem resolvidos por meio dos projetos integradores”, acrescenta Kutova. De acordo com o professor, o principal benefício desse tipo de aprendizagem é a experiência que o aluno terá em desafios reais que essas organizações enfrentam. Dessa forma, o aluno estará mais capacitado aos desafios existentes no mercado de trabalho.

Vantagens do modelo de ensino

2
Alex Costa escolheu o curso tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas por gostar de tecnologia e perceber o amplo mercado de trabalho na área

Esse modelo de educação apresenta diversas vantagens, como, por exemplo, o fato de permitir aos alunos uma maior liberdade para conciliarem suas atividades pessoais e profissionais com a vida acadêmica. Dessa forma, diferentes perfis profissionais de alunos são atraídos para a educação tecnológica, como é o caso de Angélica Borba Guedes, de 28 anos, que se matriculou no Curso de Gestão Financeira. Ela acredita que o principal motivo para que os alunos queiram se inscrever nesse tipo de curso é a maior facilidade de adaptação à rotina diária. “A graduação tecnológica EAD é um meio de conseguir conciliar a vontade pela busca de conhecimentos à necessidade de um horário flexível para realização de seus sonhos”, relata a aluna.

Angélica possui formação superior em Administração de Empresa e pós-graduação MBA em Gestão Comercial, ambas realizadas a distância. “Foi graças ao ensino a distância que hoje sou formada e pós-graduada! Resido em uma cidade do interior, na qual não há ensino presencial, e hoje vejo o quão importante é ter esse formato de educação para as pessoas que sonham em conquistar a graduação”, conta Angélica. Com o curso tecnológico, ela pretende aprimorar suas habilidades e promover um crescimento sustentável no supermercado dos seus pais, onde trabalha.

O ensino a distância também atrai pessoas que já estão no mercado de trabalho, mas não possuem uma formação. Um exemplo é o de Pollyanne Rodrigues Nunes, de 35 anos, que se inscreveu para o curso de Gestão de Marketing. Ela é empresária desde 2013 e decidiu fazer o curso para se aperfeiçoar e profissionalizar. Ela optou pela formação em EAD por causa das vantagens financeiras e de horários. “Acho o EAD excelente, pois proporciona a mesma qualidade do ensino presencial, mas com mensalidades acessíveis e flexibilidade de horários. Já realizei cursos online antes e tive melhores resultados do que em cursos presenciais. Fiquei mais à vontade fazendo em minha casa e pude me concentrar mais do que na sala de aula”, relata a empresária. Pollyana espera que o curso possibilite a ela o acesso às ferramentas adequadas para auxiliar no desenvolvimento de sua empresa.

Os cursos tecnológicos também são uma ótima oportunidade para quem deseja ingressar pela primeira vez no mercado de trabalho, como é o caso de Alex Costa Pereira, de 21 anos, que escolheu o curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas como sua primeira graduação. “Depois que me formei no ensino médio, eu fiz o Enem duas vezes, mas em ambas consegui somente 50% de bolsa. Comecei então a pesquisar sobre cursos a distância e, por gostar muito dessa área de TI, resolvi escolher o tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, por ser um curso mais rápido e para conseguir um estágio também”, conta Alex.

 

Saiba mais

Acesse o portal da PUC Minas Virtual para conhecer todos os cursos ofertados e a documentação necessária para o ingresso.