Logon

 19/04/2024 11:00


O Reitor da PUC Minas, Prof. Dr. Pe. Luís Henrique Eloy e Silva, participou de audiência com o Papa Francisco no Vaticano. O Sumo Pontífice recebeu os participantes da plenária da Pontifícia Comissão Bíblica e citou o tema abordado pelos participantes durante a sessão: A doença e o sofrimento na Bíblia.

O Pontífice destacou que "o sofrimento e a doença são adversários a serem enfrentados, mas é importante fazê-lo de maneira digna do homem, de maneira humana". O Papa Francisco também reforçou que a dor e a enfermidade, à luz da fé, podem ser fatores decisivos num percurso de amadurecimento, pois o "crivo do sofrimento de fato permite discernir o que é essencial do que não é".

Segundo o Papa, o exemplo de Jesus nos mostra o caminho, pois ele nos convida a unir os nossos sofrimentos à sua oferta salvífica e propôs duas palavras decisivas: compaixão e inclusão. A compaixão leva Jesus a se identificar com os sofredores e está relacionada a uma atitude recorrente de Deus em relação aos frágeis e necessitados.

A inclusão expressa a ida de Jesus em busca do pecador, do perdido, do marginalizado, do estigmatizado. O acolhimento. "A inclusão também abrange outro aspecto: o Senhor deseja que a pessoa inteira seja curada, espírito, alma e corpo. Na verdade, uma cura física do mal seria de pouca utilidade sem uma cura do pecado no coração", ressaltou Francisco.

"As iniciativas com que se pode refazer uma comunidade a partir de homens e mulheres que assumem como própria a fragilidade dos outros, não deixam constituir-se uma sociedade de exclusão, mas fazem-se próximos, levantam e reabilitam a caída, para que o bem seja comum a todos", concluiu o Papa citando trecho da encíclica de sua autoria, Fratelli tutti.

A Comissão Bíblica

A Comissão é formada por 20 professores de vários países e Padre Luís Henrique Eloy e Silva é o único representante brasileiro. O Reitor da PUC Minas cumpre seu segundo período consecutivo de trabalho junto à Comissão. Sua primeira nomeação, pelo Papa Francisco, ocorreu em 2014.

O presidente da Comissão Bíblica é o cardeal prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e seus membros provêm de várias escolas e nações e distinguem-se por sua dedicação à ciência e ao sentir católico, no que diz respeito ao magistério eclesiástico.

O último estudo da Comissão Bíblica foi publicado em 2019 sob o título O que é o homem? - Um itinerário de antropologia bíblica.

O organismo hoje conhecido como Pontifícia Comissão Bíblica foi constituído pelo Papa Leão XIII, em 1902. O Sumo Pontífice atribuiu à nova instituição a tríplice tarefa de promover com eficácia entre os católicos o estudo bíblico; de contrastar, com meios científicos, as opiniões erradas em matéria de Sagrada Escritura; de estudar e iluminar questões debatidas e problemas emergentes em campo bíblico.

A Comissão Bíblica organiza a própria Assembleia plenária a cada ano, na segunda semana após a Páscoa, acerca de um argumento previamente escolhido pelo Papa.                                                                                                     

Com informações do portal Vatican News.


Leia também