Logon

09/09/2022 12:00

Nesta quarta-feira, 14 de setembro, quatro jovens membros do Grupo de Reflexão e Trabalho para a Economia de Francisco e Clara da PUC Minas embarcam rumo a Assis, na Itália, para participar de evento com o tema Papa Francisco e Jovens de Todo o Mundo para a Economia de Amanhã. O evento acontecerá de 22 a 24 de setembro e reunirá jovens de todo o mundo para repensar uma economia que esteja centrada no ser humano e na formulação de alternativas aos dilemas contemporâneos. A equipe do GRT fará um diário de viagem que será postado no Instagram do grupo: @franciscoeclara_pucminas

Do GRT para a Economia de Francisco e Clara estarão em Assis o sociólogo e membro do Núcleo de Estudos Sociopolíticos Nesp/PUC Minas Eduardo Brasileiro, a economista e funcionária da PUC Minas Emanuelle Araújo da Silveira, a mestre em Relações Internacionais e defensora de direitos humanos Marina Oliveira e o professor da pós-graduação da PUC Minas e pesquisador associado ao Núcleo de Pesquisas em Ética e Gestão Social do PPGA/PUC Minas Ramon Ferreira.

Além da equipe do GRT, também estarão em Assis outros membros da comunidade acadêmica da PUC Minas e integrantes da Arquidiocese de Belo Horizonte: o Douglas Felipe, seminarista da Arquidiocese e estudante do Curso de Filosofia; José Maurício, que atua em pastorais da Arquidiocese e é aluno do Curso de Serviço Social, Thiago Flores, que é doutorando do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais;  Márcio Bernardo, coordenador do projeto Presença Solidária da Providens/Veaspam e a professora do Curso de Economia e presidente do Conselho Regional de Economia de Minas Gerais, Tânia Teixeira.

O evento trata de consolidar uma comunidade global 'A Economia de Francisco e Clara'. Serão realizados painéis sobre as colheitas da Economy of Francesco que apontarão os trabalhos já produzidos no mundo inteiro. Além disso, os encontros serão organizados no formato de vilas que debaterão temas como trabalho e cuidado, economia e as mulheres, políticas para a felicidade, vida e estilo de vida, negócios e paz, negócios em transição, desigualdades, energia e pobreza, finanças e humanidades, vocação e lucro e agricultura e justiça.

A programação completa do evento, que acontecerá entre o Teatro Lyrick e o Palaeventi de Santa Maria degli Angeli e o centro histórico de Assis, se concentrará na reunião de ideias e experiências geradas ao redor do mundo durante os últimos três anos, desde o chamado do Papa Francisco em 1º de maio de 2019. Os palestrantes do evento são pessoas de referência para a Economia de Francisco e Clara: Vandana Shiva, Jeffrey Sachs, Kate Raworth, Gael Giraud, Sabina Alkire, Sister Helen Alford, padre Vilson Groh e Stefano Zamagni. Haverá também momentos de imersão na cidade, como visitas guiadas à Basílica de São Francisco e à Basílica de Santa María de los Ángeles e o espetáculo O Sonho, oferecido pelos convidados do Instituto Seráfico.

No dia 24 de setembro, o Papa chegará a Assis por volta das 9h30, horário local. Francisco terá um encontro com os jovens, caracterizado por um momento artístico teatral e pelas experiências contadas por oito jovens. Às 10h, após um momento artístico e cultural, haverá uma acolhida, uma introdução e oito depoimentos de jovens de todo o mundo. O Santo Padre fará então seu discurso e assinará o Pacto com os jovens da Eof.

 

A Economia de Francisco e Clara na PUC Minas

Em carta endereçada à juventude em 2019, o Papa Francisco destacou a urgência de "uma economia diferente, que faz viver e não mata, inclui e não exclui, humaniza e não desumaniza, cuida da criação e não a depreda". O chamado para a nova economia, a Economia de Francisco, é um convite para um novo pacto coletivo para a construção de um novo humanismo.

Atendendo ao chamado do Papa, em junho de 2021 a Reitoria da PUC Minas constituiu o primeiro Grupo de Reflexão e Trabalho (GRT) para a Economia de Francisco e Clara dentro de uma universidade. O grupo vem responder à perspectiva daquilo que é uma das grandes linhas de reflexão do pontificado do Papa Francisco e foi criado com um importante vínculo com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que é o coração também da unidade, da comunhão da Igreja no Brasil.

Leia também