Logon

Alunos da PUC Minas farão prova do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) neste domingo, 14 de novembro, das 13h30 às 17h30.   

Da PUC Minas, farão provas os estudantes dos cursos de Ciência da Computação, Ciências Biológicas (licenciatura e bacharelado), Ciências Sociais (licenciatura e bacharelado), Educação Física (licenciatura e bacharelado), Filosofia (licenciatura e bacharelado), Física, Geografia (licenciatura e bacharelado), História (licenciatura e bacharelado), Letras – Português (licenciatura), Letras – Português e Inglês (licenciatura), Matemática, Pedagogia e Sistemas de Informação. Os participantes deverão portar e utilizar, no local de provas, máscara de proteção ao Covid-19.

O responsável pelo Enade é o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao Ministério da Educação.  

 

Aptos a fazer o Enade

Estão habilitados a participar do Enade todos os estudantes ingressantes e concluintes das áreas e cursos a serem avaliados. Sendo:

Ingressantes (são inscritos, porém são dispensados e, portanto, não fazem a prova)
a) Ingressantes do 1º ou 2º semestre de 2021, e
b) Aqueles que concluíram até 25% da carga horária do curso até 29/08/21

Concluintes (são inscritos e devem fazer a prova)
Bacharelado e licenciatura
a) Aqueles que concluíram 80% ou mais da carga horária do curso e não colou grau até 29/08/21
b) Aqueles com expectativa de conclusão do curso para 2º/2021 ou 1º/2022
Tecnólogo
a) Aqueles que concluíram 75% ou mais da carga horária do curso e não colou grau até 29/08/21
b) Aqueles com expectativa de conclusão do curso para o 2º/2021

 

Por que é importante?

Realizar o Enade é importante, pois, além de propiciar prestígio acadêmico, pode ser decisivo na disputa por uma vaga no mercado de trabalho, permite comparar o desempenho individual com o de milhares de colegas, bem como o do curso realizado com os outros da área no estado, na região e no país. Também poderá ser um diferencial importante para o ingresso em um curso de pós-graduação. É componente curricular obrigatório dos cursos de graduação, sendo condição prévia a conclusão de curso de graduação, expedição e respectivo registro do diploma.

 

Como é feita a avaliação?

 

A avaliação é feita por meio de uma prova organizada da seguinte forma:

·  10 Questões de formação geral, sendo 2 discursivas e 8 de múltipla escolha, envolvendo situações-problema e estudos de casos, balizadas pelos princípios dos direitos humanos e que avaliam aspectos como clareza, coerência, coesão, estratégias argumentativas, utilização de vocabulário adequado e correção gramatical do texto;

·  30 Questões de formação específica, sendo 3 discursivas e 27 de múltipla escolha, envolvendo situações-problema e estudos de casos.

 

No cálculo da nota final, é feita a média ponderada entre as notas da parte de formação geral, com peso de 25%, e da parte de formação específica, com peso de 75%.

 

Mais informações: pucminas.br/enade ou inep.gov.br

 

O Enade avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

Aplicado pelo Inep desde 2004, o Enade integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), composto também pela Avaliação de cursos de graduação e pela Avaliação institucional. Juntos eles formam o tripé avaliativo que permite conhecer a qualidade dos cursos e instituições de educação superior brasileiras. Os resultados do Enade, aliados às respostas do Questionário do Estudante, são insumos para o cálculo dos Indicadores de Qualidade da Educação Superior.

A inscrição é obrigatória para estudantes ingressantes e concluintes habilitados de cursos de bacharelado e superiores de tecnologia vinculados às áreas de avaliação da edição. A situação de regularidade do estudante é registrada no histórico escolar.

O Ciclo Avaliativo do Enade determina as áreas de avaliação e os cursos a elas vinculados. As áreas de conhecimento para os cursos de bacharelado e licenciatura derivam da tabela de áreas do conhecimento divulgada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Já os eixos tecnológicos são baseados no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia (CNCST), do Ministério da Educação. 

Leia também