Logon

07/10/2022 15:00

A próxima edição do Concertos Dominicais Peter Lund vai homenagear o bicentenário da Independência do Brasil e o centenário da semana de Arte Moderna com uma apresentação de modinha e de lundu. A modinha, estilo musical que surgiu em Portugal, no século XVII, transita entre o erudito e o popular e está nas raízes da música brasileira. Já o lundu deriva da tradicional dança da umbigada, trazida para o Brasil por angolanos e congoleses. Entre o final do século XIX e início do século XX, o lundu foi cedendo espaço para o maxixe, que, por sua vez, deu origem ao samba.

O quarteto formado pela soprano lírico Eliseth Gomes, pela violoncelista Ana Paula Rocha, pela mezzo-soprano Jessye Oliveira e pelo cravista Antônio Carlos de Magalhães vai apresentar o seguinte programa:

Dom Pedro I - Hino da Independência do Brasil
Dom Pedro I (atribuido) * Contradança e Valsa
Heitor Villa-Lobos - Trenzinho Caipira
Tomás Antônio Gonzaga - No regaço da ventura
José Maurício Nunes Garcia - Beijo a mão que me condena
Anônimo (Diamantina sec. XIX) - Cego de Amor
Anônimo (sec. XIX) - Si te adoro
Anônimo (sec. XIX) - Róseas flores d'Alvorada

Anônimo (sec. XIX) - Minha Lilia, quem disfruta?
Anônimo (sec. XVIII) - Marília tu não conheces
Antônio José do Rego - Ora a Deos Senhora Ulina
Domingos Caldas Barbosa (atribuído) - Estas lágrimas sentidas
Antônio José da Silva - De mim já se não lembra
Marcos Portugal - Você trata amor em brinco
Carlos Gomes - Quem sabe?

Jozé de Mesquita - Já se quebrarão os laços

A apresentação acontece no domingo, 16 de outubro, às 11h, no auditório do Museu de Ciências Naturais da PUC Minas, no Campus Coração Eucarístico (rua Dom José Gaspar, 290). A entrada é gratuita.

O Concertos Dominicais Peter Lund é uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Assuntos Comunitários (Secac) da PUC Minas. 

Leia também