Logon

19/04/2022 14:00

O Centro de Estudos Luso-Afro-Brasileiros (Cespuc) e o Curso de Cinema e Audiovisual da Faculdade de Comunicação e Artes da PUC Minas promovem a Mostra Cinema e Antropofagia, atividade ligada ao projeto Pensar 22. De terça a quinta-feira, 26 a 28 de abril, no auditório 3 do prédio 43, Campus Coração Eucarístico, serão exibidos três filmes nacionais, realizados em um momento que importantes realizadores do Cinema Novo buscavam uma espécie de leitura tardia das ideias modernistas. O resultado foram filmes marcados pela forte ironia, saturados de ideias, cores e expressividade do Brasil, que o regime militar teimava em desconhecer. A mostra integra as atividades da PUC Minas em comemoração pelos Cem anos da Semana de Arte Moderna. Sob a curadoria dos professores Marcio Serelle  e Pedro Vaz Perez, em cada um desses dias um filme brasileiro será apresentado e comentado por um convidado.

O objetivo da mostra é lançar sobre o pensamento modernista um olhar que contribua para leituras não cristalizadas do fato histórico-estético que foi a Semana de Arte Moderna em 1922.

 

26 de abril de 2022 – 17h10 às 20h

Filme: Macunaíma (1969), de Joaquim Pedro de Andrade

Comentário: Victor da Rosa (Ufop).

 

27 de abril de 2022 – 17h10 às 20h

Filme: Como era gostoso o meu francês (1971), de Nelson Pereira dos Santos

Comentário: Regina Mota (UFMG).

 

28 de abril de 2022 – 17h10 às 20h

Filme: Terra em Transe (1967), de Glauber Rocha

Comentário: Cláudio Coração (Ufop).

 

Leia também