Logon

17/06/2022 12:00

​A Apac (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) comemora o seu jubileu de 50 anos com o 9º Congresso, marcado para acontecer entre os dias 22 e 25 de junho, no Sesc Venda Nova, em Belo Horizonte. A PUC Minas, que desenvolve diversos projetos em parceria com a entidade, estará presente ao evento. O pró-reitor de Extensão, professor Wanderley Chieppe Felippe, participa da cerimônia de abertura, às 18h do dia 22. O grão-chanceler da PUC Minas e arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), fará às 20h15 do mesmo dia a bênção dos trabalhos. A diretora da Faculdade de Comunicação e Artes, Adelina Martins De La Fuente, estará presente à abertura e apoia toda a cobertura oficial do congresso.

Durante o evento, os participantes também poderão prestigiar a exposição Pela Luz dos Olhos Deles, composta por fotografias produzidas por recuperandos da Apac de Santa Luzia, na Região Metropolitana. As imagens foram feitas durante oficinas de fotografia ministradas por extensionistas da Faculdade de Comunicação e Artes (FCA), como parte das atividades do programa de extensão (A)penas Humanos: ações interdisciplinares no âmbito da Apac. A organização da exposição está a cargo de professores e técnicos dos laboratórios de fotografia e vídeo da Faculdade e extensionistas do Centro de Extensão da Comunicação. A parceria específica com a FCA também irá contemplar oficinas de fotografia e audiovisual, além de outras capacitações na área da Comunicação, como desdobramento do congresso, para que os recuperandos e recuperandas possam atuar em eventos futuros.

O congresso, promovido a cada cinco anos, é destinado aos colaboradores das Apacs, recuperandas e recuperandos, parceiros e simpatizantes do movimento apaqueano. O objetivo é avaliar a caminhada das Apacs e debater as questões pertinentes à metodologia utilizada. A organização é da FBAC (Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados) e da Prision Fellowship Internacional.

Uma campanha de financiamento coletivo, intitulada Ninguém é Irrecuperável, também está em curso, com o intuito de arrecadar recursos para a realização do evento.

Fundada em 1972, no município de São José dos Campos, São Paulo, a Apac é uma entidade civil de direito privado, com personalidade jurídica própria, dedicada à recuperação e reintegração social dos condenados a penas privativas de liberdade. Seu idealizador foi o jornalista e advogado Mário Ottoboni (1931-2019).

Acesse aqui a programação do congresso.

Leia também