Estamos Juntos

Newsletter da Quarentena

 Lições da pandemia

 Acervo Pessoal

 

 

Luciano de Moura Neris (foto) atua como técnico de enfermagem na Clínica de Fisioterapia da PUC Minas Poços de Caldas há cerca de cinco anos. Trabalha também, há 14 anos, no Centro de Terapia Intensiva (CTI) para adultos em um hospital na cidade. Como todos os colegas da área da Saúde, Luciano tem se reinventado diariamente para superar os desafios impostos pela pandemia. Seu relato demonstra que, apesar das dificuldades, prevalece o sentimento de esperança e uma inspiradora consciência acerca da nossa condição de humanidade.

Veja o depoimento na íntegra:

"A pandemia que estamos enfrentando trouxe diversas consequências, um sofrimento sentido por todos em algum momento, tanto fisicamente quanto psicologicamente.

Gostaria de ter uma fórmula mágica, que pudesse curar a angústia, mas, como todos, estou vivendo um dia após o outro. E de toda essa situação, tenho obtido lições para a minha vida. No início da pandemia, eu vivia internamente um medo de como seria, o quanto tudo isso iria abalar a sociedade e o transtorno que iríamos vivenciar, medo da incerteza, de não dar conta como profissional da saúde, mas nos tornamos fundamentais em meio ao caos.

Com isso precisei, ao lado de muitos outros profissionais, lutar contra o desconhecido, honrando meu juramento, obedecendo aos preceitos da ética, da legalidade e da moral. Precisei deixar meu medo, minha dor e minha família para cuidar, acalmar a dor e a angústia do próximo, além de sempre temer pelos meus familiares e amigos. Foram jornadas de trabalho exaustivas, plantões difíceis e, rotineiramente, a perda de vidas.

Isso tudo que estamos vivendo fez de mim um profissional diferente. Mesmo psicologicamente afetado, aprendi o quanto difere um atendimento humanizado, ser mais solidário e ter empatia ao próximo. Precisamos apoiar uns aos outros e a sociedade deve se conscientizar de que todos precisam se cuidar, pois juntos somos mais fortes. Com fé em Deus, acredito que tudo vai passar."


Luciano de Moura Neris