Organize espaços para uma rotina mais funcional

​Sabe aquele armário que você planeja arrumar, mas sempre adia por falta de tempo? A quarentena é um bom momento para realizar essa tarefa. Passando mais tempo em casa, percebemos – e nos incomodamos – mais a desordem dos ambientes e por que não aproveitar esse tempo para organizar tudo? Para além da estética, a organização de espaços e ambientes pode ajudar a ajustar outros aspectos, como criar rotinas mais funcionais. "A organização é uma ferramenta poderosa, mas não deve ser uma tarefa árdua. Tem que ser simples, atender as necessidades e deixar tudo mais prático. A organização não visa a perfeição, visa a praticidade", explica a professora Cristina Monetti Dumont, coordenadora do curso profissionalizante de Personal Organizer do IEC PUC Minas.

Os benefícios de se investir um tempo nessa tarefa que, a princípio, pode até ser um pouco trabalhosa, mas que vai oferecer mais praticidade e comodidade para toda a família, são diversos: otimização dos espaços, melhor visualização de todos os itens, agilidade para buscar e encontrar algo, facilidade na manutenção da organização diária e melhor qualidade de vida para toda a família. "Lembrando que não existe certo ou errado, e sim o que funciona melhor para cada um", pondera a professora.

Entretanto, independentemente da rotina da família ou do espaço a ser organizado, tudo começa por um bom planejamento. O primeiro passo é definir prioridades antes de partir para a ação. "Organização leva tempo, então o ideal é trabalhar em um armário de cada vez. Se tentar organizar a casa toda no mesmo dia a pessoa pode se cansar, desistir no meio do processo e acabar se frustrando", alerta Cristina. Descartar objetos que não são mais utilizados, investir em acessórios organizadores, utilizar etiquetas de identificação, realizar periodicamente a manutenção e revisão da organização e, por fim, pensar na praticidade para todos que acessam os armários também são pontos que merecem atenção. "Boa organização é aquela que funciona para todo mundo e não apenas para quem está organizando", afirma.

Se animou com a possibilidade de transformar os armários da casa? Então siga as dicas da professora Cristina, que obedecem uma lógica de organização:

- Itens semelhantes devem ficar próximos;

- Itens mais utilizados devem ficar mais acessíveis e os menos utilizados podem ficar nas prateleiras superiores ou nas gavetas mais baixas;

- Observe se tudo está visível. "Lembre-se: o que não é visto não é utilizado";

- O que ficar "escondido" em prateleiras altas ou dentro de caixas deve ser identificado com etiquetas;

- Certifique-se de estar otimizando os espaços.

Conheça os princípios básicos da organização de ambientes

Diagnóstico: entender a situação e levantar os principais problemas e necessidades;

Planejamento: levantar o que é necessário para organizar focando nos problemas e necessidades. Planejamento envolve horas e materiais necessários;

Descarte: tirar tudo o que não é usado, como itens danificados, inúteis ou desnecessários;

Limpeza: limpar os armários antes de organizá-los;

Categorização: agrupar os itens semelhantes e organizá-los no mesmo espaço.