Dossiê Pandemia COVID-19 e as Cidades da RMBH

O Observatório das Metrópoles, do qual a PUC Minas é uma das instituições integrantes, acaba de divulgar o Dossiê Pandemia Covid-19 e as Cidades – Núcleo Região Metropolitana de Belo Horizonte. O relatório foi elaborado pelos professores Luciana Teixeira de Andrade, do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da PUC Minas; Gemilson Soares da Silva Segundo, do Observatório; e os professores da UFMG Jupira Gomes de Mendonça e Renato Barbosa Fontes. O objetivo foi traçar um panorama, entre maio e junho de 2020, das ações do Poder Público e da sociedade civil de combate à disseminação do Coronavírus e seus impactos.

Clique aqui para visualizar o dossiê. No documento, os professores destacam que "a ação dos governos municipais é analisada a partir de decretos e portarias relativos ao combate da pandemia e seus efeitos, publicados até 10 de maio deste ano. Foram levantadas informações disponibilizadas pelos canais oficiais dos municípios (sites, diários oficiais e redes sociais oficiais). Ao todo foram analisados 343 decretos e normas publicadas nos veículos de imprensa oficiais, além das inúmeras postagens nas redes sociais dos municípios que fazem uso dessas ferramentas. As medidas e ações foram agrupadas em cinco temas: 1) Medidas de Articulação Institucional; 2) Medidas de Isolamento Social; 3) Medidas Emergenciais para População Vulnerável; 4) Ações de Saúde Pública; 5) Medidas para Flexibilização".

O Observatório das Metrópoles é um grupo que funciona em rede, reunindo instituições e pesquisadores dos campos universitário, governamental e não-governamental. Atualmente, a equipe do INCT Observatório das Metrópoles é composta por 282 pesquisadores, distribuídos pelos 16 núcleos da rede, que trabalham de forma sistemática e articulada sobre os desafios metropolitanos colocados ao desenvolvimento nacional, tendo como referência a compreensão das mudanças das relações entre sociedade, economia, Estado e os territórios conformados pelas grandes aglomerações urbanas brasileiras.