Melhor experiência a alunos, professores e funcionários

O mundo foi surpreendido em 2020 com a sucessão de países atingidos pela pandemia do novo coronavírus e pelas restrições de circulação impostas pelas circunstâncias. Na medida em que o distanciamento social foi sendo adotado como forma de prevenção ao coronavírus, o ensino e o trabalho remotos se tornaram realidade nas casas de milhões de brasileiros. “A pandemia do Covid-19 impôs ao mundo transformações aceleradas em algumas semanas que demorariam anos para acontecer em condições normais. Um dos setores que mais se transformaram nesse período foi o da educação e as instituições que estavam mais preparadas para essas mudanças, como a PUC Minas, saíram na frente”, afirma o gerente de Tecnologia da Informação da Sociedade Mineira de Cultura (GTI), Marcelo Nassau.  

Durante o período letivo remoto, são mais de 80 mil alunos de graduação e pós-graduação utilizando a plataforma de aprendizado virtual Canvas e a plataforma de comunicação unificada Microsoft Teams e 2,5 mil professores e funcionários em conexão remota no ambiente corporativo da Instituição a partir do seu computador pessoal em casa, com toda a segurança necessária. “Assim que foi iniciado o período de isolamento, recebemos dois grandes desafios: viabilizar o home office para funcionários e professores e iniciar o Regime Letivo Remoto para que as aulas não fossem interrompidas”, ressalta Nassau. “Felizmente, estávamos muito bem preparados tecnologicamente para isso, em função dos investimentos realizados nos últimos anos e da estratégia da Universidade de expansão contínua das ofertas de EAD. Estamos trabalhando ininterruptamente para que a infraestrutura tecnológica e todos os serviços necessários para o Regime Letivo Remoto estejam sempre disponíveis e possam proporcionar a melhor experiência possível para alunos, professores e funcionários”, destaca.


Assim como a GTI, o Instituto de Ciências Exatas e Informática, Icei, também tem trabalho em busca da melhor aula. “Temos atuado com um amplo número de ações para prover a melhor aula possível no regime remoto”, ressalta o professor Lúcio Mauro, diretor do Icei. Ele destaca também um cenário pouco usual em uma universidade. “Há casos em que a atividade requer hardware ou software muito específicos. Para casos assim, buscamos tecnologias que permitem que o aluno, de maneira remota, acesse o computador da Universidade. Nesses casos, ainda que em casa, o aluno realiza a prática acessando a mesma máquina que ele utilizaria se estivesse na PUC”, explica. “Nossos laboratórios estão com as máquinas ligadas, o ar-condicionado ligado, as máquinas sendo utilizadas por alunos, porém, sem a presença física de nenhum deles. Todos de forma remota”, completa. 

Estrutura por trás dos sistemas

Para que toda a estrutura funcionasse com qualidade, várias frentes de trabalho foram acionadas e passaram a trabalhar de forma orquestrada. “Para o Regime Letivo Remoto, foram sincronizadas as informações de turmas, alunos e professores com os sistemas SGA (graduação e pós-graduação stricto sensu) e SAL (pós-graduação lato sensu). Essas soluções foram disponibilizadas em uma ação conjunta e muito colaborativa entre as equipes técnicas da GTI,  da PUC Minas Virtual e do Icei/CRC”, menciona Nassau. As gerências de Arquitetura de TI, Tecnologia e Infraestrutura, Informações Estratégicas e Central de Serviços desempenharam um papel fundamental para o perfeito funcionamento da estrutura. “Vejo a GTI se reinventando e colaborando ainda mais ativamente na promoção de um conjunto de ações em parceria com diversas áreas de negócio da PUC Minas, para viabilizar e intensificar o processo de transformação digital da nossa Universidade e, ao mesmo tempo, garantir o suporte ao seu funcionamento de forma diferenciada e à sua prestação de serviço. Estamos funcionando a pleno vapor na modalidade remota e sustentando toda a infraestrutura de serviços e aplicações em operação que precisam estar ainda mais disponíveis neste cenário”, complementa Humberto Mossri, coordenador de Arquitetura de TI.

As ações exigiram uma rápida mobilização das equipes. As equipes de Tecnologia da Informação e de Suporte ao Docente da PUC Minas Virtual trabalharam de forma ágil e integrada às equipes de tecnologia da Universidade. “Na semana anterior à suspensão das atividades presenciais já havíamos realizado um mapeamento de todo o processo necessário, dados que deveríamos contemplar e integrações necessárias para a criação dos ambientes dentro do Canvas. Assim que recebemos a notificação de que deveríamos migrar a estrutura presencial da Universidade para o Canvas, levamos uma semana para concluir todo o processo - incluindo os cursos de graduação e pós-graduação e todo o corpo docente e discente”, explica Túlio Magalhães Nogueira, coordenador de Tecnologia da Informação da PUC Virtual. Para realização deste trabalho foi necessário o apoio da equipe da GTI nas extrações de dados, integração entre sistemas e estrutura de TI e da equipe técnica do Icei/CRC no atendimento às demandas e dúvidas básicas de uso da plataforma, questões de usuário e senha ou utilização de algumas ferramentas. “Os técnicos de informática do Centro de Recursos Computacionais (CRC) do Icei têm trabalhado de maneira muito intensa, provendo o suporte a funcionários, professores e alunos para poderem desempenhar com total qualidade as atividades de forma remota. É uma equipe ampla que tem se dedicado de forma muito intensa, presencial ou remotamente, para prover o suporte”, destaca o professor Lúcio Mauro.

Para Nassau, apesar dos grandes desafios do momento atual, a experiência e os esforços envolvidos em todo o processo trarão ganhos futuros. “Quando tudo isso passar, acredito que teremos um ‘novo normal’ e poderemos usufruir das grandes oportunidades que esse momento de crise está nos proporcionando. Felizmente, tudo isso foi possível por contarmos com uma equipe técnica muito qualificada, comprometida e preparada para enfrentar grandes desafios”, acentua.

Suporte ao usuário

Já o setor de Suporte ao Docente é o responsável pelo suporte aos professores com maiores dificuldades de uso do Canvas. “Houve um aumento significativo da procura pelo suporte. O crescimento observado parte da demanda dos docentes que precisavam rapidamente publicar seus conteúdos de aula, atividades avaliativas e, também, a realização das conferências (ou aulas on-line) dentro do ambiente. Associado a isso, temos ainda as demandas periódicas da Instituição que seguem um cronograma de acordo com as atividades a serem realizadas”, detalha Felipe Antunes Guimarães, supervisor da equipe de Suporte ao Docente.

Também a Central de Serviços da GTI garante a viabilidade técnica e conformidade operacional para o usuário atuar em casa, mantendo o foco na disponibilidade, capacidade e continuidade dos serviços de TI, com ênfase em segurança da informação. Para garantir o acesso remoto de qualidade, foram acionadas as equipes técnicas em informática das Unidades Metropolitanas. O atendimento é feito por 12 postos de trabalho em trabalho remoto e dois em atuação presencial no Campus Coração Eucarístico, contando com o especial apoio de outras áreas, tais como Limpeza e Conservação, Operações, Engenharia Elétrica, Manutenção Civil e Compras. “A assertividade estratégica e a ação integrada da GTI podem ser compreendidas como principais determinantes de eficiência na superação do grande desafio enfrentado”, afirma Jenner Shiess Ramos, coordenador da Central de Serviços.