pucminas.br
Pós-graduação em Engenharia Elétrica

Pós-graduação em Engenharia Elétrica :: O programa :: Histórico

Histórico

Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica

A implantação do Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) na PUC-Minas, nível de mestrado no primeiro semestre de 1996, inseriu-se no objetivo maior de aprimorar a formação acadêmica e a qualidade dos profissionais diplomados nos cursos de graduação, da grande área da engenharia elétrica e áreas afins; construir um ambiente permanente de pesquisa científica e tecnológica; e formar pessoal capacitado para a pesquisa e docência. Este último objetivo proporciona como conseqüência a realimentação e atualização constante dos cursos de graduação, principalmente os cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica e de Telecomunicações, Engenharia de Controle e Automação, Ciência da Computação, Engenharia de Energia e Engenharia de Computação.

1996:
A produção científica alcançada proporcionou a criação de um ambiente de pesquisa envolvendo professores e alunos da graduação e produzindo um aumento significativo nas atividades de iniciação científica. Os projetos de pesquisa propostos tiveram como conseqüência a aquisição de equipamentos e atualização do acervo bibliográfico. O envolvimento mais estreito, ensejado pelo Programa, com empresas como CEMIG e ELETROBRÁS, produziu a captação de recursos para bolsas e montagem de laboratórios.

1998:
Durante o ano de 1998, foi implantado o laboratório METRUM, montado em convênio com a Eletrobrás e inaugurado em 04/12/1998. Os seminários e as primeiras defesas de mestrado realizadas permitiram a vinda de pesquisadores de renome nacional e internacional, produzindo contatos que resultaram na contratação de dois novos doutores e no desenvolvimento de projetos de colaboração e promoção de eventos com outras instituições. 

Em maio/junho de 1998, o Programa foi avaliado pela CAPES, recebendo o conceito 3 - máximo conceito estipulado para cursos avaliados pela primeira vez. A partir de agosto de 1998, o Colegiado do Programa iniciou a implantação das recomendações do comitê examinador, com a ampliação do corpo docente, reestruturação de suas Linhas de Pesquisa e outras providências. A reestruturação das Linhas de Pesquisa, como proposta do nível de doutorado constituíram uma resposta à demanda crescente por cursos e atividades de pesquisa nas áreas prioritárias compreendidas pelo complexo energético do Estado de Minas Gerais, seu parque industrial, cada vez mais sofisticado e automatizado e, pela preocupação de garantir uma qualidade da energia fornecida e consumida, conjuntamente com as necessidades de um sistema de comunicações e informática moderno e adequado ao desenvolvimento do Estado e do País.

1999:
Em abril de 1999, o Programa apresentou o projeto de "Reestruturação do PPGEE da PUC-Minas", SNPG-1.0-Mestrado e Doutorado, com algumas alterações nas suas Linhas de Pesquisa atendendo às recomendações da Comissão da CAPES. Após análise pela mesma comissão o projeto ficou em diligência, tendo sido posteriormente analisado e não recomendado no final de 2002.

2001:
As recomendações da CAPES, sobretudo as relativas às inadequações da Linha de Pesquisa Telemática, dentro da área de concentração em Sistemas Elétricos de Potência, no final de 1999, levaram o Colegiado do Programa a repensar a sua estrutura (SNPG 1.0) e, dentro das possibilidades e formação do pessoal docente, a propor o seguinte: 2 (duas) áreas de concentração, em Sistemas Elétricos de Potência (Mestrado e Doutorado) e em Sistemas de Computação (Mestrado). A área de concentração em SEP mantendo as linhas de pesquisa CA-Controle e Automação, QEEE-Qualidade da Energia Elétrica e Eletromagnetismo e EPOC-Economia, Planejamento, Operação e Controle. A área de concentração em Sistemas de Computação, que substituiria a linha de pesquisa Telemática, passaria a ter a linha de pesquisa ICSD-Inteligência
Computacional e Sistemas Distribuídos. A evolução do Programa apontava nesta direção e todos os esforços estavam sendo empreendidos para realizá-la. Entretanto, em função de apreciação emitida pela CAPES, Avaliação Continuada 1998/2000, sobre a Proposta do Programa, o Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica resolveu manter a Linha de Pesquisa Inteligência Computacional e Sistemas Distribuídos (no lugar da Linha de Pesquisa Telemática), deixando de propor então uma nova Área de Concentração em Sistemas de Computação.

Assim, o Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica ficou estruturado em uma área de concentração e quatro linhas de pesquisa:

Área de Concentração:
Sistemas Elétricos de Potência

Linhas de Pesquisa:
. EPOC - Economia, Planejamento, Operação e Controle;
. CA - Controle e Automação;
. QEEE - Qualidade da Energia Elétrica e Eletromagnetismo;
. ICSD - Inteligência Computacional e Sistemas Distribuídos.

No período de 2001 a 2005, o programa recebeu 03 (três) novos professores doutores. Em 2001 a linha de pesquisa CA recebeu a Profa. Dra. Zélia Myriam Assis Peixoto (doutora pela UFMG) e a linha de pesquisa QEEE recebeu a Profa. Dra. Rose Mary de Souza Batalha (Doutora pela University of Akron, USA). Em 2005 a linha de pesquisa ICSD recebeu a Profa. Dra. Flávia Magalhães Freitas Ferreira (doutora pela PUC Rio).

Em 2005, considerando as recomendações dos comitês de avaliação apresentadas na última avaliação trienal e na avaliação anual de 2004, o Colegiado iniciou o processo de elaboração de  uma nova proposta de estrutura para o Programa. Nesta proposta, o Programa está estruturado em duas áreas de concentração descritas a seguir:

ÁREA 1: 
Sistemas de Energia Elétrica (SEE) - 03 Linhas de Pesquisa

LINHA 1: Modelagem e Otimização de Sistemas e Inteligência Computacional (MOSIC) * 
Professores: Petr Iakovlevitch Ekel, Pyramo Pires da Costa Júnior, Roberto de Maria Nunes Mendes e Zélia Myriam Assis Peixoto

LINHA 2: Planejamento e Operação de Sistemas Elétricos de Potência (POSEP)
Professores: José Celso Borges de Andrade, Luiz Danilo Barbosa Terra, Mário Fabiano Alves, Petr Iakovlevitch Ekel, Pyramo Pires da Costa Júnior;

LINHA 3: Qualidade de Energia Elétrica e Eletromagnetismo (QEEE)
Professores: José Celso Borges de Andrade, Mário Fabiano Alves e Rose Mary de Souza Batalha;

ÁREA 2:
Sistemas Eletrônicos e Computacionais (SEC) - 03 Linhas de Pesquisa

LINHA 1: Modelagem e Otimização de Sistemas e Inteligência Computacional (MOSIC) *
Professores: Petr Iakovlevitch Ekel, Pyramo Pires da Costa Júnior, Roberto de Maria Nunes Mendes e Zélia Myriam Assis Peixoto

LINHA 2: Processamento Digital de Sinais e Imagens (PDSI)
Professores: Alexei Manso Corrêa Machado, Carlos Augusto Paiva da Silva Martins, Flávia Magalhães Freitas Ferreira e Zélia Myriam Assis Peixoto;

LINHA 3: Sistemas de Computação (SC)
Professores: Alexei Manso Corrêa Machado, Carlos Alberto Marques Pietrobon, Carlos Augusto Paiva da Silva Martins e Rose Mary de Souza Batalha;

Obs: a linha de pesquisa Modelagem e Otimização de Sistemas e Inteligência Computacional (MOSIC) pertence às duas áreas de Concentração do Programa. Portanto, o número total de linhas de pesquisa do Programa é 5 (cinco).

Em 2006, o Colegiado iniciou o processo de implantação da nova proposta de estrutura para o Programa, encaminhando a mesma aos órgãos internos da Universidade, e também iniciou o processo de elaboração do programa interno de incentivo, avaliação e credenciamento de docentes composto de critérios e regras para o credenciamento e re-credenciamento de docentes (permanentes e colaboradores) no Programa. Os primeiros resultados deste processo foram observados na melhora da produção intelectual (relevante e total) e principalmente na melhora da distribuição da produção relevante entre os docentes permanentes.

Analisando-se os dados indicados nas últimas coletas CAPES e as últimas avaliações do Programa, concluímos que as principais evoluções e melhoras foram:
- Adequação das áreas de concentração e respectivas linhas de pesquisa, através da nova proposta de estrutura para o Programa, descrita anteriormente;
- Aumento da produção intelectual e melhora da distribuição da produção relevante entre os docentes permanentes;
- Aumento da participação discente na produção intelectual.

Em 2007 a proposta estava sendo analisada pelos órgãos internos da Universidade. Entretanto, por ser um ano de divulgação de resultado de avaliação trienal que era importante para a definição dos níveis (Mestrado, Doutorado) incluidos na nova proposta de estrutura do programa, resolvemos aguardar o resultado do triênio para a submissão e avaliação final da proposta. Deste modo, em 2008 realizamos uma revisão final na proposta para encaminhamento aos órgãos internos da Universidade para análise, avaliação e implantação.

A avaliação do triênio 2004-2006 indica uma melhora geral em relação ao triênio anterior 2001-2003.
As principais metas de curto prazo são apresentadas a seguir:
- Implantar o programa interno de incentivo, avaliação, credenciamento e  recredenciamento de docentes. As principais regras e métricas deste programa são fundamentadas nos documentos de área das Engenharias IV;

- Continuar melhorando a qualidade da produção intelectual e sua distribuição entre os docentes.

- Continuar aumentando a participação dos discentes na produção de artigos relevantes.

Em 2008 foi divulgado entre os docentes e iniciada a implantação do processo de credenciamento e recredenciamento do PPGEE  da PUC Minas. As resoluções com os critérios e regras estão disponíveis em  http://www.ppgee.pucminas.br/documentos_internos/

Considerando as resoluções de recredenciamento em vigor no nosso programa, somente os docentes com produção superior ao valor mínimo (mínimo de orientações finalizadas, mínimo de artigos em periódicos e mínimo de produção intelectual relevante) serão recredenciados como docentes permanentes e os não produtivos poderão ser recredenciados como colaboradores ou descredenciados do programa. Deste modo, somente os docentes produtivos serão recredenciados e poderão fazer parte do corpo docente permanente do programa.

O primeiro resultado obtido com o recredenciamento (classificação provisória realizada em 2008) é que todos os docentes permanentes do programa já publicaram pelo menos um artigo em periódico neste triênio, considerando-se os artigos publicados em 2007, 2008 e até março de 2009.

Em dezembro de 2008, nos dias 16 e 17, os professores Eduardo Fontana (UFPE) e Jose Luiz Resende Pereira (UFJF) realizaram uma visita oficial da CAPES ao nosso programa. A visita foi muito produtiva e acreditamos que os dois professores concordaram com as principais ações que estão sendo executadas com o objetivo de melhorar a qualidade do nosso programa. Os pontos mais importantes discutidos foram o processo de recredenciamento dos atuais docentes do programa e a necessidade de contratação de mais dois docentes permanentes em 2009.

Em 2009 finalizamos a implantação do processo de credenciamento e recredenciamento dos docentes do PPGEE da PUC Minas. Um dos principais resultados obtidos com o recredenciamento foi que todos os atuais docentes permanentes do nosso programa tiveram artigos publicados em periódicos classificados entre A1 e B1, durante o triênio. Outro resultado importante é que a maior parte dos docentes colaboradores prepararam e já submeteram artigos para periódicos classificados entre A1 e B2. Finalmente, vários docentes permanentes e colaboradores prepararam capítulos de livro e também um livro intitulado Álgebra Linear (Prof. Roberto de Maria Nunes Mendes) que foi submetido ao Projeto Livro Eletrônico do CNPq em julho de 2009. 

Ainda em 2009 contratamos um novo docente permanente Gustavo Luís Soares que teve produção relevante em 2009.

Em 2009 recebemos o relatório da visita realizada em dezembro de 2008. Destacamos que todas as principais recomendações da comissão de visita já foram implementadas, sendo que algumas já haviam sido implementadas antes da visita, e já produziram resultados em 2009. Considerando as recomendações, destacamos que em 2010 estaremos contratando mais alguns docentes permanentes, no mínimo dois, e aprimorando o processo de credenciamento e recredenciamento dos docentes do PPGEE da PUC Minas.

Deste modo, podemos concluir que as principais metas do triênio 2007-2009 que eram aumentar a produção intelectual dos docentes permanentes, melhorar a distribuição da produção relevante entre os docentes permanentes e aumentar a participação dos discentes na produção intelectual, principalmente na produção relevante, foram alcançadas.

Com relação à proposta de estrutura para o programa, estamos aguardando o resultado da avaliação deste triênio (2007-2009) para iniciar a sua implantação.

Em 2010 recebemos a ficha de avaliação trienal do programa, com a indicação de nota 4. Deste modo, iniciamos uma fase de consolidação da nota 4 e a fase de implantação da proposta de estrutura para o programa.

Em 2011, continuamos a execução da fase de consolidação da nota 4 e a fase de implantação da proposta de estrutura para o programa.

INTEGRAÇÃO COM A GRADUAÇÃO

A estrutura de pesquisa elaborada prevê que cada docente permanente do Programa organize projetos de pesquisa envolvendo seus orientandos, alunos de iniciação científica e, se possível, pelo menos um professor da graduação, que atue como assistente de pesquisa. Desde a implantação do Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica, as bancas para concursos públicos para o quadro docente do Departamento de Engenharia Elétrica têm a participação de pelo menos um docente permanente do Programa. O Programa oferece semestralmente uma palestra na disciplina Seminários do Curso de Graduação e a partir de 2006 palestras aos alunos dos dois primeiros períodos do curso. Também nas comissões curriculares e núcleos de disciplinas do Departamento é sempre assegurada a participação de docentes permanentes da Pós-graduação.
Articulação entre Ensino e Pesquisa e entre Pós-Graduação e Graduação:

Com o objetivo de se manter uma efetiva integração das atividades de pós-graduação e pesquisa com as atividades de graduação, todo professor do Programa de Pós-graduação ministra, semestralmente, pelo menos uma disciplina em cursos de graduação, por regulamentação da PUC Minas. Normalmente, o recrutamento de candidatos ao Programa,  recém-formados da própria Instituição, se faz diretamente e individualmente pelos docentes do Programa durante a realização dos cursos de graduação. Naturalmente, as disciplinas lecionadas na graduação são afins àquelas de responsabilidade dos docentes do Programa de Pós-graduação e as suas principais atividades de pesquisa. A descoberta de talentos e a identificação de possíveis candidatos discentes do Programa se constituem em um processo orgânico de recrutamento de candidatos à Pós-graduação.

Por outro lado, alunos de graduação são selecionados para as atividades de pesquisa, como Bolsistas de Iniciação Científica, orientados pelos docentes do PPGEE, e interagindo amplamente e continuamente, nas dependências físicas do Programa, com os alunos de Pós-graduação, quando não trabalham juntos, discentes de graduação e pós-graduação, nos mesmos projetos de pesquisa. Atualmente, cerca de 20 alunos de Iniciação Científica, BIC, participam dos projetos de pesquisa desenvolvidos no Programa, sob a responsabilidade dos docentes do PPGEE. Cabe ressaltar que essa interação vem propiciando um aumento do número de ex-alunos de iniciação científica na continuação de seus estudos dentro do Programa, no nível de Mestrado.

Outro fator de integração entre o ambiente próprio de pesquisa do PPGEE e o corpo docente e discente da graduação é o desenvolvimento, de pesquisas ligadas às dissertações, nos Laboratórios, sobretudo dos Cursos de Graduação em Engenharia Elétrica, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia Eletrônica e de Telecomunicações e Ciência da Computação. Essa integração tem aumentado, também, o interesse dos docentes, ainda não titulados no Mestrado, pelas atuais propostas das Linhas de Pesquisa do PPGEE.

Entre os principais resultados dessa integração podemos destacar:

- A significativa contribuição dos professores do Programa para o aprimoramento do nível acadêmico/científico dos cursos de graduação. Isto fica evidente se considerarmos que antes da criação do Programa a presença de doutores na graduação era muito pequena;
- Nos últimos anos, os alunos de mestrado que foram nossos alunos de iniciação científica anteriormente têm sido os melhores alunos do mestrado, considerando-se a qualidade das dissertações e também a qualidade e a quantidade da produção intelectual.

 :: Volta ::

Endereço: Av. Dom José Gaspar, 500 - Prédio 03 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte/MG - Telefone geral: (31) 3319-4305