número 38 | 11/11/2010 a 26/11/2010


:: Voltar à primeira página do Boletim ::

matéria

Treinamento nas organizações: Como transformar boas intenções em resultados expressivos

"O treinamento transforma as boas intenções, em bons resultados", assim Thomaz Berry, um dos grandes executivos da IBM, chamava a atenção em suas palestras, para a importância das organizações investirem e apostarem na formação de seus colaboradores como forma de alcançar suas metas.

Desenvolver futuros líderes passa pela reciclagem e pelo desenvolvimento das equipes, consideradas o maior patrimônio das empresas. Diante dessa relevância, como aproveitar as potencialidades de cada colaborador dentro da organização gerando, assim, desenvolvimento?

Com o passar dos anos, esse processo ganhou força e se tornou essencial para as empresas que pretendem se destacar no mercado e que apostam em bons profissionais para oferecer serviços e produtos de qualidade.

Muito mais do que passar conhecimento, os treinamentos têm como objetivo capacitar profissionais, formando futuros líderes, que devam contribuir e atender às expectativas das organizações. 

Maurício Dias, professor da disciplina Treinamento e Desenvolvimento, no curso de pós-graduação em Gestão de Pessoas, na unidade São Gabriel, do Instituto de Educação Continuada (IEC) PUC Minas, comenta que investir em treinamentos para os colaboradores está se tornando uma prática cada vez mais comum e adotada pelas empresas, mas ainda com bastante atraso. “Atualmente, voltamos a considerar a importância do assunto. O maior patrimônio de uma organização são as pessoas que nela trabalham. Afinal, são elas que administram todos os demais recursos e propiciam a velocidade das mudanças, que se tornam cada vez mais presentes, face à competitividade. Por outro lado, o investimento profissional não é responsabilidade exclusiva das organizações. O indivíduo deve cuidar da sua preparação e a sociedade, através da Educação, deve também fazer a sua parte”, enfatiza.

O investimento em qualificação passou a ser um caminho não só para formar como também para desenvolver futuros líderes nas organizações. Segundo o professor, “atualmente, as lideranças são fundamentais dentro das empresas e com a redução dos níveis hierárquicos, entram em extinção os famosos chefes, que  monopolizavam os resultados dos esforços alheios e colhiam a glória pelo trabalho realizado, dando pouca visibilidade àqueles que realmente produziam. As organizações excelentes procuram substituí-los pelas lideranças. O termo Liderança Educadora está associada ao modelo das Organizações de Aprendizagem. Esses líderes emergem do grupo revelando competências”, comenta.

Qualificação como diretrizes da organização

Mesmo diante da relevância do investimento nesta ferramenta importante,  a qualificação do empregado se tornou um desafio. Para o professor, esse processo  jamais deve ser pensado de forma independente da competência e a aquisição de novos conhecimentos deve ser somada ao desenvolvimento de habilidades e formação de atitudes. “A melhor dica seria o indivíduo procurar se conhecer melhor. Não adianta buscar uma profissão da moda, ou uma em que o mercado de trabalho esteja em alta, se ela não fizer sentido para o profissional. O salário a gente só vê no final do mês e o trabalho todo dia. Cuidar do conhecimento terá pouca validade se não cuidarmos da inteligência emocional, que será decisiva para o bem estar em organizações saudáveis. Focalizar na educação para a vida, lembrando que trabalho será sempre um meio, mas qualidade de vida e saúde mental é um fim. As escolas (e incluo as universidades) estão muito preocupadas com o conhecimento, esquecendo que aspectos mais subjetivos direcionarão esse mesmo conhecimento. O cultivo das virtudes humanas é essencial tanto para as instituições de ensino, para as organizações e para o próprio indivíduo”, defende.

Enquanto algumas empresas investem em treinamentos dos colaboradores, outras preferem dispensar funcionários e contratar novos em seus lugares. Segundo Maurício Dias, essa é a diferença entre a administração reativa e proativa e o que existe de mais moderno em termos de gestão é o que se conhece por Gestão do Conhecimento. “São organizações que aprendem e não são apenas reprodutoras de um conhecimento, mantenedoras de Know how, mas produtoras de conhecimento. Chamamos de "metanóicas", ou seja, permanentemente preparadas para mudanças de mentalidade. Isso não significa falta de estrutura, mas uma estrutura flexível para consolidar as adaptações e promover a transcendência necessária e a inovação”.

O professor comenta que na última década aconteceu uma "explosão" de cursos e treinamentos e que dois fatores contribuíram neste processo. “Primeiro a conscientização quanto à importância da Educação e o Treinamento como alavancadores de qualidade e competitividade. A outra diz respeito à falta de planejamento - uma competência ainda a ser desenvolvida no gestor brasileiro. Um exemplo disso aparece no boom da construção civil. De repente estávamos carentes de pedreiros, serventes, eletricistas, encanadores, etc. Íamos nos servindo do prático até que os negócios indicaram que esses profissionais estavam mais raros que engenheiros e administradores. O problema é que, quando fazemos cursos e treinamentos emergenciais, geralmente esquecemos de pontos importantes voltados para habilidades humanas e sociais. Muitas vezes ocupamo-nos mais do adestramento que do Treinamento e Desenvolvimento. Quanto à Educação, nem pensar. Isso ocorre em nível organizacional, mas é um problema político. Segundo orgãos internacionais, o maior problema do Brasil continua sendo a Educação”.

10/11/2010


dicas de leitura

Livro: Manual do Treinamento e Desenvolvimento: Um Guia de Operações
Editora: Makron Books
Autor: Gustavo Boog

Hoje em dia o treinamento e desenvolvimento de processos e funcionários são ferramentas de extrema importância dentro das empresas. Este guia pretende ajudar na implantação e no melhor conhecimento sobre o funcionamento dessa áreas.

Fórum

A empresa que você trabalha tem como política investir na capacitação dos funcionários?



"Trabalho na rede municipal e estadual e sempre participamos de curso de treinamento e capacitação na área. A importância está no aprimoramento do trabalho de cada dia. O profissional do mercado de trabalho nunca está pronto e precisa sempre investir na formação continuada para levar o ensino da melhor maneira aos alunos. Os cursos que temos acesso são diversos e podemos destacar, por exemplo, o pró-ciência e os relacionados à área da educação. As aplicatibilidades são muitas. Quando você melhora o profissional, o aluno recebe um conteúdo e tem um processo de ensino aprendizagem melhor". Virgínia Deodoro, aluna de pós-graduação em Microbiologia do Prepes PUC Minas.



“O investimento da organização em treinamentos para os seus funcionários é importante para a valorização do colaborador que acaba se sentindo parte da empresa e leva a bagagem aprendida para o dia a dia de trabalho. Dessa forma, a ferramenta ajuda o profissional a se tornar mais capacitado para exercer suas atividades e estar em contato com as ferramentas do mercado. Trabalho no setor público e, apesar das burocracias, este investimento em capacitação acontece através de cursos menores. Acredito que a reciclagem deva ser prioridade sobretudo para as lideranças que precisam ter domínio da área de atuação para ter ainda mais credibilidade dentro das empresas”.  Ana Carolina Borges, aluna do curso de pós-graduação em Gestão Estratégica de Comunicação do IEC PUC Minas.

Oportunidades

Oportunidade de trabalho para Analista de Controladoria Oportunidade de trabalho para Analista de Logística Oportunidade de trabalho para Analista de TI Oportunidade de trabalho para Analista de Marketing Master Oportunidade de trabalho para Engenheiro Oportunidade de trabalho para Analista de Sistemas II Oportunidade de trabalho para Engenharia de Segurança do Trabalho Oportunidade de trabalho para Engenheiro de Produtos/Testes Oportunidade de trabalho para Engenheiro de Produto Oportunidade de trabalho para Engenheiro Eletricista Oportunidade de trabalho para Engenheiro Industrial Oportunidade de trabalho para Engenheiro Suporte Técnico Oportunidade de trabalho para Gerente de Produção Oportunidade de trabalho para Supervisor de Assitência Técnica Oportunidade de trabalho para Analista Financeiro Contábil Oportunidade de trabalho para Design de Interação Oportunidade de trabalho para Gerente Comercial da ALE

Acontece na PUC

Coral da PUC Minas movimenta as Unidades com concertos de Natal Direito Médico e da Famiília: Palestra discute avanços na área da Bioética e na Biossegurança Fórum de Gerontologia debate práticas e pesquisas atuais da área VI Seminário de Engenharia Eletrônica e de Telecomunicação discute formação profissional

Agenda

Festival Internacional de Documentários está com inscrições abertas até 10 de dezembro Giramundo oferece curso prático de oficinas de bonecos
Para sugerir pautas, indicar eventos, divulgar oportunidades de trabalho ou enviar seus comentários, escreva para imprensaiec@pucminas.br ou ligue para (31) 3269 3263