Portal PUC Minas

Ensino >> Graduação Tecnológica

GRADE E CORPO DOCENTE

> Catálogo de cursos
> Informações sobre estágio

Barreiro
Graduação tecnológica em Gestão Financeira
Graduação tecnológica em Logística

Coração Eucarístico
Graduação tecnológica em Comunicação Assistiva: Libras e Braille
Graduação tecnológica em Gestão de Turismo

Praça da Liberdade
Graduação tecnológica em Jogos Digitais

São Gabriel
Graduação tecnológica em Jogos Digitais
Graduação tecnológica em Produção Multimídia

Os Cursos Superiores de Tecnologia são cursos de nível superior com duração média de 2 anos e meio, abrangendo os diversos setores da economia, abertos a candidatos com o ensino médio (ou equivalente) concluído.

Os cursos enquadram-se no segmento da educação profissional de nível tecnológico, são regulamentados pelo Conselho Nacional de Educação e avaliados e regulados pela Secretaria de Ensino Profissional e Tecnológico do Ministério da Educação. Segundo definição do MEC, tecnólogos são “profissionais graduados e com formação direcionada para aplicação, desenvolvimento e difusão de tecnologias, com formação em gestão de processos de produção de bens e serviços e capacidade empreendedora, em sintonia com o mundo do trabalho”.

O egresso dos Cursos Superiores de Tecnologia pode prosseguir seus estudos em outros cursos e programas de educação superior (inclusive pós-graduação stricto sensu), desde que atenda às exigências de acesso estipuladas pela instituição ofertante.

Oportunidade

Os Cursos Superiores de Tecnologia da PUC Minas possibilitam um rápido ingresso no mercado de trabalho. São por isso indicados especialmente para quem saiu do 2º grau há mais tempo e agora quer investir em um curso superior, como também para profissionais já inseridos no mercado, interessados em incrementar sua carreira.

Flexibilidade

Os Cursos Superiores de Tecnologia da PUC Minas têm foco no domínio e na aplicação de conhecimentos científicos e tecnológicos em áreas específicas de campos profissionais. São, portanto, mais focados que os cursos tradicionais de graduação, habilitando rapidamente o aluno em uma especificidade. Eles também oferecem, em sua maioria, a possibilidade de o aluno obter certificações parciais ao longo da formação, as quais direcionam sua (re)inserção no universo profissional.

Credibilidade

Além de regulamentados pelo Conselho Nacional de Educação, os Cursos Superiores de Tecnologia com a marca PUC Minas contemplam, além de uma abordagem consistente dos diversos temas científicos e tecnológicos, saberes mais amplos, necessários à atuação do profissional, como agente transformador, no contexto político, econômico e social no qual desenvolverá suas atividades. Seu grande diferencial é formar profissionais capazes de refletir, analisar e buscar alternativas de trabalho compatíveis com a realidade organizacional e social, sempre com uma postura ética e cidadã frente aos desafios da sociedade, de modo a se tornarem sujeitos no processo de desenvolvimento humano sustentado.

Formas de ingresso

Os Cursos Superiores de Tecnologia têm o mesmo processo seletivo que os cursos de graduação tradicionais. O candidato ingressa no curso mediante aprovação no vestibular.

 :: Volta ::


Fale com a PUC
Biblioteca
Biblioteca
Portal de Estágio
Medicina
Portal de Eventos
Carregando Pesquisa Google...
Conjuntura Econômica

Ouvidoria
CPA - Comissão Própria de Avaliação
Endereços:
Av. Dom José Gaspar, 500 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte - MG - CEP 30535-901 - Telefone geral: (31)3319-4444
Fechar [X]
Fechar [X]
Fechar [X]
Fechar [X]

Critérios de avaliação

Os critérios de avaliação da PUC Minas são definidos no item 11 das normas acadêmicas (Resoluçãonº03 de 11.05.2012) conforme descrito abaixo:

[...]
11. DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO ESCOLAR

11.1 A avaliação do desempenho escolar será feita por disciplina ou outro componente curricular.

11.2 No ensino presencial, a avaliação do desempenho escolar abrangerá os aspectos de assiduidade e aproveitamento, ambos eliminatórios por si mesmos, conforme disposto na legislação pertinente e nestas Normas.

11.2.1 Entender-se-á por assiduidade a frequência às atividades correspondentes a cada disciplina, ficando nela reprovado o aluno que não obtiver, no mínimo, a frequência de 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária executada da disciplina.

11.3 Entender-se-á por aproveitamento o desempenho do aluno nas atividades desenvolvidas em cada disciplina ou outro componente curricular presencial ou a distância.

11.4 A avaliação do desempenho escolar terá por base o sistema de notas em valores numéricos, numa escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, exceto nas atividades que não contemplam critério de avaliação por notas, desde que previstas no Projeto Pedagógico.

11.5 O aproveitamento escolar será representado por uma Nota de Aproveitamento (NA), resultante da soma das notas obtidas pelo aluno nas atividades de avaliação escolares.

11.6 Por atividade de avaliação escolar entende-se a realização de provas, testes, pesquisas, práticas de laboratório e outras congêneres.

11.7 O número de atividades de avaliação escolares a serem realizadas em cada disciplina ou outro componente curricular e seus respectivos valores, expressos em números, e perfazendo um total de 100 (cem) pontos, serão estabelecidos pelo professor da disciplina, em conformidade com o projeto pedagógico do curso, e aprovados pelo colegiado de curso.
11.8 Nos cursos de graduação, no caso de projetos pedagógicos integrados e/ou convergentes, no nível de Instituto, Faculdade ou Departamento, deve ser previsto um único sistema de avaliação, pelo menos no que se refere às atividades acadêmicas e às disciplinas comuns, exceto na modalidade a distância.

11.9 O aluno de graduação que alcançar 60 (sessenta) pontos nas atividades de avaliação escolares e frequência de pelo menos 75% da carga horária presencial executada da disciplina, estará aprovado.

11.10 O aluno de pós-graduação stricto sensu que alcançar 70 (setenta) pontos nas atividades de avaliação escolares e frequência definida pelo programa, nunca inferior a 75% da carga horária presencial executada da disciplina, estará aprovado.

11.11 A reavaliação dos alunos de graduação com desempenho insuficiente será definida pelo professor, em seu plano de ensino, em consonância com o projeto pedagógico e mediante aprovação do colegiado de curso.

11.12 O resultado de prova escrita deverá ser divulgado no prazo de até 48 (quarenta e oito) horas antes da realização da prova escrita a ela subsequente, relativa à mesma disciplina.

11.13 Nos cursos que adotam a avaliação global e/ou a reavaliação por meio de prova escrita, o resultado de todas as atividades deverá ser divulgado no prazo de até 48 (quarenta e oito) horas antes da realização da avaliação global e/ou da reavaliação.

11.14 É direito do aluno ter acesso à prova corrigida.

11.14.1 O aluno poderá solicitar o acesso à prova corrigida no prazo de até 02 (dois) dias úteis após a divulgação da respectiva nota.

11.15 Os pedidos de revisão de avaliação escrita ou recontagem de pontos deverão ser apresentados à secretaria do curso a que pertence o aluno, até 02 (dois) dias úteis após a divulgação da nota. 
11.16 Quando houver erro material no lançamento de notas ou frequência, o aluno poderá requerer a retificação pelo Sistema de Gestão Acadêmica.

11.17 O requerimento de retificação será encaminhado ao professor para exame.

11.18 Se o pedido tiver procedência, o professor deverá, pessoalmente, retificar a nota e/ou frequência, conforme procedimentos definidos pelo órgão de registros acadêmicos.

11.19 No caso de indeferimento do pedido, o requerente poderá recorrer da decisão ao colegiado de curso, no prazo de até 02 (dois) dias úteis.
[...]