Questões sobre EAD

 

Conheça aqui as dúvidas mais freqüentes sobre EAD que costumamos receber de nossos alunos.

Se depois de consultar as nossas respostas, você considerar que sua pergunta não foi respondida, consulte-nos na Central de Informações, pelo telefone (0xx31)3319-4444 (Belo Horizonte).
  • 01 Na Educação a Distância, a utilização da tecnologia como didática altera os papéis tradicionais do aluno e do professor?
    • A modalidade de Ensino a Distância introduz modificações bastante profundas no papel do professor e do aluno. O professor passa a ser um criador de conteúdos, orientador da aprendizagem, parceiro na construção do curso. Michel Authier, um dos mais eminentes pensadores franceses na questão relativa ao impacto das novas tecnologias na cultura contemporânea, descreve, de forma bastante completa, esse novo papel: os professores passam a ser “produtores, quando elaboram suas propostas de curso; conselheiros, quando acompanham os alunos; e parceiros, quando constróem, junto com os especialistas em tecnologia, abordagens inovadoras de aprendizagem”. O papel do aluno também muda bastante. De uma atitude mais passiva - pois na forma tradicional de aprendizagem a iniciativa do ensino cabe ao professor - o aluno passa a ser o principal sujeito de sua própria aprendizagem. Isso exige, por parte do aluno, uma maior iniciativa, autonomia e disciplina, pois ele fará seu próprio horário de estudo, estabelecerá as condições em que irá estudar e, dentro de limites amplos, o ritmo desse estudo, adaptando-o a seu perfil e conveniência. Por outro lado, é exatamente esse aprendizado da gestão do tempo, espaço e calendário que propicia ao aluno um melhor aproveitamento em seus estudos e, principalmente, sedimenta uma compreensão que hoje é considerada de fundamental importância para o sucesso de uma pessoa: a de “aprender a aprender e de aprender em colaboração”.

  • 02 Quais as principais dificuldades para a implementação do Ensino a Distância?
    • O Ensino a Distância exige, primeiramente, um grande investimento na formação de uma equipe multidisciplinar. O sucesso de um projeto de Educação a Distância está muito mais ligado às pessoas que o implementam do que à tecnologia, que é um instrumento de mediação e que, como tal, pode ser bem ou mal utilizado. Montar e manter uma equipe com experiência pedagógica nas diversas áreas envolvidas no processo de produção de um curso a distância, disposta a estudar, capacitar-se e experimentar novos ambientes de trabalho, preparar essa equipe em um ambiente cooperativo e com alto grau de coesão é tarefa que exige investimentos financeiros e pessoais elevados. Um outro problema é encontrar professores que se disponham a trabalhar nessa modalidade, que ainda sofre forte preconceito no ambiente acadêmico e na sociedade. O Ensino a Distância tem sido identificado como um ensino de segunda classe, de baixa qualidade. Finalmente, é difícil manter os alunos estimulados e participantes em cursos a distância. Sem a autonomia e disciplinas indispensáveis para que eles possam assumir seu próprio processo de aprendizagem, os alunos tendem a sentir-se abandonados e evadem com facilidade.​​

  • 03 O que atrai o aluno para um curso com alto índice de implementação tecnológica?
    • O avanço tecnológico do mundo atual impulsiona as pessoas a buscarem, de forma permanente, a atualização de seus conhecimentos. A vida moderna, no entanto, dificulta a satisfação dessa necessidade, face à complexidade da vida urbana, ao eventual afastamento geográfico dos centros mais avançados, às condições especiais de vida de determinadas pessoas (profissionais que não podem afastar-se de seu local de trabalho por períodos prolongados, aqueles que residem ou trabalham em áreas distantes dos grandes centros acumuladores de conhecimento, pessoas portadoras de necessidades especiais e muitos outros) que buscam uma forma de aprendizagem mais flexível, que não os prenda em horários e espaços rígidos, que não exija deslocamento físico, que lhes permita um atendimento individualizado. As instituições que souberem utilizar as novas tecnologias da comunicação e da informação para oferecer a essas pessoas o conhecimento de que elas precisam, na forma mais conveniente, certamente atrairão um grande número de usuários.​

  • 04 Quais as perspectivas de crescimento da utilização da tecnologia na educação, tanto in loco como a distância?
    • As novas tecnologias estão incorporadas à vida moderna e, certamente, significarão uma mudança na forma como se organiza a educação, em todos os níveis e modalidades, seja ela presencial ou a distância. A tendência mundial é a ampliação das necessidades educacionais da sociedade, apesar da diminuição do número de jovens - em função da queda do crescimento demográfico e em decorrência da obsolescência acelerada dos conhecimentos científicos e tecnológicos. Essa realidade está impulsionando uma grande massa de adultos para o Ensino Superior ou para os níveis profissionalizantes do Ensino Médio, que deve reciclar-se, mais uma vez, no decorrer de sua vida útil. Habilidades e competências exigidas no mercado de trabalho mudam de forma bastante profunda e com prazos cada vez mais curtos. As pessoas devem aprender durante toda a sua vida e na forma menos onerosa possível. Assim, a educação tende a ampliar-se como espaço para todos, ao longo de toda a vida. As modernas tecnologias representaram, certamente, um diferencial significativo, seja na modalidade presencial ou a distância, para esse público adulto.​

  • 05 A Educação a Distância pode ter a mesma qualidade da educação presencial?
    • Ensino a Distância e ensino presencial constituem duas modalidades de uma mesma função que é a educação. A educação pode ser de qualidade ou não, independentemente de forma, nível ou modalidade em que se desenvolve. A qualidade está ligada a outros fatores, como a capacidade científica e humanística dos professores, a possibilidade que eles efetivamente têm de se aperfeiçoarem, pesquisarem e estarem em dia com os avanços da ciência. Depende ainda, fundamentalmente, da relação pedagógica que os professores conseguem estabelecer com os alunos. Outro fator essencial é a qualidade dos alunos, uma vez que eles e os professores constituem os dois pólos de um mesmo processo. Sem a dedicação, disciplina, interesse e vontade efetiva do aluno em aprender, o processo não se completa.​

  • 06 A Educação a Distância pode constituir um importante fator de democratização da educação e, em especial, da educação Superior?
    • O Ensino a Distância pode constituir o mais potente instrumento de difusão do conhecimento de qualidade. Em um país de dimensões continentais como o Brasil, com enormes desigualdades inter-regionais e sociais, a Educação a Distância pode cumprir o importante papel de levar o conhecimento atualizado e de qualidade a todos os rincões do país, sem barreiras territoriais. Professores e alunos podem estar geograficamente afastados, mas pedagogicamente estarão muito próximos, através de sistemas de comunicação que possibilitem a interatividade professor/aluno e aluno/aluno. Bibliotecas virtuais, no momento em plena expansão, possibilitarão a todos ter acesso às informações indispensáveis a um ensino de qualidade. Na educação superior, principalmente, as novas tecnologias da comunicação e informação abriram um largo horizonte de possibilidades, em qualquer de seus níveis.​

  • 07 A Educação a Distância se caracteriza como uma modalidade extremamente flexível. Existem limites para essa flexibilidade?
    • O Ensino a Distância, especialmente através do ensino virtual, que utiliza essencialmente a Internet como meio de comunicação entre professor/aluno e aluno/aluno, guarda uma característica de extrema flexibilidade, uma vez que a relação pedagógica não se dá de forma síncrona, nem em relação ao tempo, nem ao espaço. O aluno pode estabelecer seus próprios horários de estudo e o ritmo que deseja imprimir ao seu aprendizado. Naturalmente, esses limites não podem ser absolutamente individualizados, pelo menos quando a aprendizagem está apoiada em processos interativos. Professores, tutores e grupos de alunos devem ter alguns parâmetros de dedicação àquele curso específico. Assim, dentro dos limites prefixados de início e final de curso, datas de entrega de tarefas, o aluno pode ir conduzindo seus estudos de acordo com sua disponibilidade e possibilidade. Há ainda a considerar a flexibilidade de espaço geográfico. No ensino virtual, o aluno pode fazer o curso no trabalho, em casa, na praia ou em outra cidade, desde que tenha acesso a Internet. Outras formas de Ensino a Distância apresentam menor flexibilidade, como aquelas que utilizam a videoconferência ou a televisão, que exigem o deslocamento do aluno em uma determinada hora, para um determinado local. Mesmo essas, no entanto, permitem que o aluno, através de vídeos gravados, assistam à aula perdida ou a revejam para melhor compreensão ou fixação.​

  • 08 O aluno a distância pode receber certificado do curso que conclui?
    • Os cursos a distância, como os presenciais, só podem ser certificados por instituições devidamente credenciadas. Aí existe uma diferença de ordem legal. Mesmo as universidades, que têm autonomia assegurada na Constituição, devem ter um credenciamento específico para o Ensino a Distância em alguns casos. Assim, para ministrar cursos de graduação totalmente a distância, assim como qualquer curso que confere uma habilitação para o exercício de profissão, a instituição deve apresentar ao Conselho Nacional de Educação o seu projeto de curso devidamente fundamentado, para autorização prévia. Para cursos de pós-graduação, como o mestrado e o doutorado, também se deve aprovar o projeto no órgão próprio, que é a CAPES. A partir de abril de 2001, a legislação passou a exigir que também os cursos de especialização e MBAs devam ser precedidos de um credenciamento específico. Os demais cursos, como de extensão ou atualização, os cursos semi-presenciais, que utilizam as novas tecnologias, mas têm uma parte presencial, são livres e as instituições de ensino superior reconhecidas podem ministrá-los e conferir os respectivos certificados.​

  • 09 Como escolher um curso a distância?
    • O primeiro cuidado é escolher um curso oferecido por uma instituição idônea, com experiência reconhecida no ensino presencial. Esse pode ser grande o diferencial entre uma atividade com ou sem qualidade. A segunda questão diz respeito à escolha do tipo de metodologia a distância que melhor se adeqüe às condições específicas do aluno. Nem todos os cursos a distância são iguais. Alguns utilizam material gráfico e instruções de estudos e o aluno aprende através de roteiros de auto-instrução. O tutor é um consultor para tirar dúvidas. Outros usam como suporte básico a videoconferência. Nesse caso, o aluno deverá ter disponibilidade para se dirigir a uma sala designada, em horário pré-determinado pela instituição, onde a aula se processará. Trata-se de uma aula presencial, em que aluno e professor estão geograficamente distantes, mediados por televisão interativa. Alguns se apóiam na televisão digital unidirecional, com a interatividade se processando através de telefone ou outro meio de comunicação com o professor ou tutor. Os cursos mais modernos utilizam sempre um mix de mídias, algum material gráfico, Internet, televisão, atividades em áudio e vídeo, com ênfase naquelas que possibilitem a maior interatividade entre aluno/professor e aluno/aluno. Esses cursos, apesar de sua pedagogia marcantemente interativa, enfatizam as mídias que conferem maior flexibilidade no tempo e espaço.​

  • 10 Os cursos a distância são mais fáceis para o aluno?
    • O Ensino a Distância exige muito mais do aluno, pois ele passa a ser o condutor de sua própria aprendizagem. Ele deve saber gerenciar bem seu tempo, ter disciplina e convicção de que quer e precisa aprender. Exige também mais do professor, pois não cabe improviso nessa modalidade de ensino. Todo o curso deve ser previamente preparado e produzido. Não é um ensino facilitário nem para alunos nem para professores.​

  • 11 É fácil montar um curso a distância?
    • Os cursos a distância têm uma produção complexa e exigem uma equipe multidisciplinar de ponta. Além do professor-autor de excelência comprovada, a instituição deve manter uma equipe de suporte de alta qualificação pedagógica e tecnológica, que se encarregue de dar suporte à passagem da modalidade presencial, na qual já se tem experiência sedimentada, para modalidade a distância. A linguagem pedagógica é muito diferente: tempo, ritmo, forma de estimulação da interatividade, avaliações. As mídias devem ser cuidadosamente escolhidas para o grupo de alunos, levando em consideração suas condições sociais e culturais específicas.​

  • 12 Os cursos a distância são mais caros que os cursos presenciais?
    • A avaliação do custo depende daquilo que se considera como seus componentes. Para o aluno, certamente, o curso será mais barato, pois ele evitará despesas com grandes deslocamentos ou com deslocamento urbano, necessáarias no caso do ensino presencial. Adicionalmente, o aluno ganha por evitar o stress provocado pelo trânsito, estacionamento ou viagens e afastamentos sucessivos e prolongados da família. Para a instituição, o Ensino a Distância é mais caro, pois sua produção é sofisticada e exige investimentos permanentes, por trabalhar com a mediação de tecnologia, cuja obsolescência é muito rápida. Dois são os ganhos da instituição: a ampla escala das turmas no Ensino a Distância, o que permite manter os preços semelhantes ou até mais baixos do que aqueles do presencial; e a melhoria do ensino em toda a instituição, pelo estímulo que o Ensino a Distância dá ao professor para desenvolver novas formas de aprendizagem e pela reflexão que o provoca naqueles nele envolvidos em relação à questão pedagógica.​

  • 13 O Ensino a Distância é apropriado a que tipo de público?
    • O Ensino a Distância surgiu e se desenvolveu para permitir aos países vencer as deficiências educacionais, especialmente com vistas à recuperação das oportunidades para adultos excluídos do processo convencional de aprendizagem. Com o desenvolvimento das novas tecnologias da comunicação e da informação e sua extraordinária e rápida disseminação no mundo, em todas as classes, esse panorama mudou muito. Além de se mostrar um potente instrumento de atualização do conhecimento de qualidade, hoje importante e essencial em todos os rincões, e não apenas nas áreas mais industrializadas, o Ensino a Distância, especialmente após o advento da Internet, vem apontando como uma modalidade apropriada a qualquer idade ou nível de ensino. As crianças e jovens, criados nos jogos, na Internet e na televisão, informadas sobre tudo o que se descobre e discute no mundo de forma cada vez mais imediata, não podem ser submetidas às mesmas formas de aprendizagem das gerações anteriores. A escola terá que absorver de alguma forma essas novas tecnologias, que progressiva e aceleradamente passarão a fazer parte da vida cotidiana das pessoas, qualquer que seja seu nível social ou a região da Terra que habitem.​

​ Questões elaboradas pelas professoras Stela Arnold e Maria Beatriz Ribeiro Gonçalves.